Carregando...

Hora de dormir: 16 livros para ler junto antes de o sono chegar

Tem casa sonolenta, livro que dorme e até um abecedário que cai no sono. Livros infantis sobre a hora de dormir para descobrir enquanto o sono não vem
Livros para a hora de dormir Divulgação/Companhia das Letrinhas
  • Publicado em: 11.07.2018
  • Atualização: 01.10.2018
por

Peixes, jacarés, tartarugas, bebês, princesas, guerreiros e heroínas. Eu. Você. Todo mundo dorme. Mas a hora de dormir não é a mesma para todo mundo. Tem bicho que só dorme de dia, outros que passam meses sem abrir os olhos. E outros ainda que parecem não querer dormir nunca? Adivinha qual é? Se você tem uma dessas criaturas em casa, sabe bem que, quanto mais a noite chega, mais eles querem ficar acordados. Tem aqueles com medo de dormir, aqueles que só dormem de conchinha com o bicho de pelúcia e outros que misteriosamente só têm sono na cama dos pais.

A hora de dormir pode ser um momento sensível para as crianças – e, consequentemente, para quem cuida delas. Para ajudar nessa missão, o Lunetas está aqui para lembrar que nem só de canções de ninar é feita essa parte do dia (ou da noite).

A literatura infantil, com seus personagens dorminhocos, sonhadores, sonolentos ou cheios de coragem para enfrentar os monstros debaixo da cama, ajuda a fixar a ideia de que, sim, todo mundo dorme, e que dormir é essencial para aprender e continuar brincando no dia seguinte.

Nessa lista, tem casa sonolenta, livro que dorme e até um abecedário que cai no sono. Leituras para compartilhar na cama naqueles dias em que o sono não vem. Nas resenhas aqui embaixo – de autoria das respectivas editoras – você conhece mais sobre cada uma das obras e fica sabendo onde comprá-las.

Confira! Boa leitura, e bons sonhosZZzzZzz

 

  • 1. “Para noites sem sono”, de Gustavo Roldán (MOV Palavras)

Em uma noite em que o sono está difícil de chegar, pode-se imaginar o que quer que seja. Para preencher o vazio de uma noite sem sono, Roldán sugere que cada um crie seu próprio céu e se entregue à sua contemplação. Como em um guia, orienta o leitor, indicando passo a passo como criar esse céu e enchê-lo de estrelas, tirando proveito do silêncio e da tranquilidade da noite. A partir de grandes planos negros de inspiração expressionista, com poucos recursos gráficos e apenas quatro cores, os espaços vazios são preenchidos com imagens que, ao mesmo tempo, complementam o texto, e iluminam e transformam o universo sombrio das noites sem sono. Mas não se engane: este é um texto que se abre a múltiplas leituras e, apesar do título, o pequeno livro-álbum não é para ser lido e apreciado apenas naquelas noites em que o sono não chega.

Onde comprar?

Capa e ilustração interna do livro ""Para noites sem sono", de Gustavo Roldán.
Divulgação/MOV Palavras

“Para noites sem sono”, de Gustavo Roldán.

 

  • 2. “Sono de bicho”, de Carla Caruso (Cortez) 

Alguns bichos voam, uns cantam, muitos respiram debaixo da água… Outros fazem teias, mudam de pele, vivem na lama. Latem, miam. Até fazem tremer, quando rugem! Cada bicho com seu jeito diferente, mas há algo que os une: todos descansam. Como nós, humanos, como a terra, quando veste o céu de noite.

Onde comprar?

 

  • 3. “Abzzzz…”, de Isabel Minhós e Yara Kono (Sesi-SP)

Há pessoas que resistem ao sono com todas as suas forças. E percebe-se o porquê… estar acordado é tão bom! Mas, já foi provado pela ciência que ninguém vive sem dormir, por isso criamos este ABC do sono, um livro que, se tudo correr bem, nos fará adormecer muito antes de o abecedário chegar ao fim. Um ABC tão poderoso que até o título do livro conseguiu adormecer…E você, a que letra chegará?

Onde comprar?

Ilustrações internas do livro "ABZZZZ..." mostram crianças dormindo e bocejando em um fundo amarelo.
Divulgação/Sesi-SP

Ilustrações internas do livro “ABZZZZ…”.

 

  • 4. “Marco queria dormir”, de Gabriela Keselman (Companhia das Letrinhas)

À noite, parece que tudo se transforma: o que é pequeno fica grande, o que é concreto vira abstrato e as coisas são engolidas pela escuridão. Era por isso que Marco não conseguia dormir. Para ajudá-lo, sua mãe tenta de tudo: cria um traje antimosquitos, escreve uma carta à Lua, arranja um bastão de escalada para manter o filho firme na cama.

Onde comprar?

 

  • 5. “O livro dorme”, de Cédric Ramadie (Edições SM)

A leitura na cama costuma ser um momento de cumplicidade entre pais e filhos que precede a hora de dormir. Mas, nesta obra, é o livro quem espera por uma história a ser contada pela criança, com a ajuda do adulto. Tendo o narrador como guia, um ratinho reproduzirá, uma a uma, as etapas que, na vida real, costumam compor o ritual do sono infantil.

Onde comprar?

 

  • 6. “A casa sonolenta”, de Audrey Wood e Don Wood (Ática)

Numa casa sonolenta com uma cama aconchegante, todos estão sempre dormindo. As repetições no texto dão o tom sonolento, que é interrompido por uma pulguinha acordada.

Onde comprar?

Capa e ilustração do livro "A Casa Sonolenta".
Divulgação/Ática

Capa e ilustração do livro “A Casa Sonolenta”.

 

  • 7. “Não vou dormir”, de Orlando Christiane Gribel e‎ Orlando Pedroso (Global)

Neste livro, com texto e criação de Christiane Gribel e ilustração de Orlando, as duas linguagens dialogam em perfeita harmonia e desencadeiam uma potencialidade de sentidos. Esses despertam a atenção da criança para os recursos expressivos tanto da linguagem verbal como da linguagem não verbal. “Não vou dormir”, disse a menininha. Vou ficar bem acordada aqui na cama. Não estou com sono nenhum. A mamãe me mandou para cama. Mas isso não significa que eu vou dormir. Eu não vou dormir. A leitura dessa história, que trata de uma situação tão próxima do cotidiano infantil, resistir ao sono, não querer ir para cama, não querer dormir, pode contribuir também para uma reflexão sobre a resistência da criança em respeitar os seus próprios limites e aqueles impostos pelos pais.

Onde comprar?

 

  • 8. “Cuide do meu soninho”, de Andrew Daddo (Fundamento)

Qual é o melhor jeito de se pegar no sono? Ouvindo uma história? Mas só vale se for uma de livro ou pode ser história de verdade também? Pode contar como foi o seu dia? Dar beijos e abraços de boa-noite? A hora de dormir não é igual para todo mundo… E ela pode ser divertida também.

Onde comprar?

 

  • 9. “Bocejo”, de Illan Brenman e Renato Moriconi (Companhia das Letrinhas)

Um bocejo pode contagiar o outro e o outro e o outro… E quem sabe o mundo inteiro? Foi a partir dessa ideia que Ilan Brenman e Renato Moriconi desenvolveram a brincadeira deste livro-imagem, composto por lindas pinturas a óleo que mostram diversos personagens, míticos ou históricos, em seu momento mais sonolento. E como a proposta era fazer o mundo inteiro bocejar, nada mais justo que chamar o leitor para o jogo: com o papel espelhado ao final do livro, o contágio termina não nos momentos históricos ou míticos retratados ao longo da história, mas sim no leitor em seu mundo e em seu tempo. A última página é o retrato de um eterno presente preguiçoso.

Onde comprar?

Capa e ilustração interna do livro "Bocejo".
Divulgação/Companhia das Letrinhas

Capa e ilustração interna do livro “Bocejo”.

 

  • 10. “Mas papai…”, de Mathiew Lavoie (Jujuba)

Papai macaco dá boa-noite aos seus filhos, mas sempre falta alguma coisa: “Mas papai, é preciso vestir o pijama antes de deitar!”. O pai corresponde ao pedido, e logo vem outra queixa: “Mas papai…”. A repetição provoca nos leitores iniciantes o envolvimento com a narrativa e uma divertida brincadeira.

Onde comprar?

 

  • 11. “A elefantinha que queria dormir”, de Carl-Johan Forssén Ehrlin (Companhia das Letrinhas)

A elefantinha Ellen quer muito dormir, mas sua casa fica do outro lado da floresta mágica. Nesta história, as crianças vão acompanhá-la ao longo de sua jornada e, junto com ela, encontrar finalmente o sono e o relaxamento. Através de uma história simples, mas contada com as palavras e a entonação certa, o sueco Carl-Johan Forssén Ehrlin’s ajuda os adultos a conduzirem as crianças a um estado de relaxamento que vai ajudá-las a adormecer com tranquilidade — tanto de noite quanto na soneca diurna —, transformando a hora de dormir em um momento prazeroso para toda a família.

 

  • 12. “Dormir fora de casa”, de Ronaldo Simões Coelho e Orlando (FTD)

Uma garotinha vai passar o dia na casa da amiga e dormir fora de casa pela primeira vez. Durante o dia, elas brincam juntas e tudo é alegria. Mas a noite chega, tudo fica diferente e não parece tão divertido. Será que é saudade da mamãe?

Onde comprar?

 

  • 13. “Muito cansado e bem acordado”, de Susanne Straber (Companhia das Letrinhas)

O porco-espinho, a raposa, o burrico, o pelicano e o jacaré estão todos dormindo, muito cansados… Mas a foca está bem acordada. E ela não quer saber de ficar na cama! E agora? O que os outros dorminhocos vão fazer?

Onde comprar?

Capa e ilustração interna do livro "Muito cansado e bem acordado".
Divulgação/Companhia das Letrinhas

Capa e ilustração interna do livro “Muito cansado e bem acordado”.

 

  • 14. “Eu não quero dormir agora”, de Lauren Child (Ática)

Quando Charlie precisa pôr Lola para dormir, sabe que não vai ser nada fácil. Ela gosta de ficar acordada colorindo, rabiscando, pulando, balançado e, mais do que tudo, tagarelando. Só mesmo um irmão paciente como o Charlie poderia fazer leitinho cor-de-rosa para três tigres, telefonar para cachorros dançarinos, mandar uma baleia descer pelo ralo e aturar um hipopótamo em sua cama. Tudo isso só para convencer Lola de que já é hora de dormir. Uma história já querida das crianças, agora em versão livro-brinquedo.

Onde comprar?

 

  • 15. “A última história antes de dormir”, de Nicola O’Byrne (Brinque-Book)

Depois de um dia incrível, é preciso um desfecho à altura. A última história antes de dormir é a mais importante. Nesta aventura bem-humorada, o pequeno leitor acompanha personagens conhecidos disputando quem vai ser a última história do dia. Os Três Porquinhos, Cinderela, Chapeuzinho e o Lobo Mau ora interrompem as histórias uns dos outros ora organizam-se para viver, juntos, narrativas de aventura, amor, perigo e humor inventadas por eles mesmos. Tudo isso ganhando vida no traço delicado e nas cores vibrantes de Nicola O’Byrne, de Use a imaginação, obra em que a autora já brincava com personagens clássicos, subvertendo e reafirmando seus papéis no imaginário infantil.

Onde comprar?

 

  • 16. “Conversa para pai dormir”, de Ilan Brenman e Guilherme Karsten (Brinque-Book)

Quem nunca quis dormir na cama dos pais? Esse dia chegou para Gabi. Ela pede ao seu pai, que começa a criar diversos obstáculos para ela desistir da ideia. Mas Gabi é muito insistente e arruma uma boa resposta para cada empecilho. Esta divertida história mostra que dizer a verdade pode ser o melhor antídoto para uma ideia fixa.

Onde comprar?

Capa e ilustração interna do livro "Conversa para pai dormir".
Divulgação/Brinque-Book

Capa e ilustração interna do livro “Conversa para pai dormir”.

Hora de dormir: dá o play na nossa playlist!

Resumo

Nem só de canções de ninar é feita a hora de dormir. Nessa lista, selecionamos livros infantis sobre o assunto para pais e filhos compartilharem juntos enquanto o sono não chega.
Ir para o início
Alguma dica ou sugestão? Encontrou um erro? Clique aqui e compartilhe com a gente!

Tenha Lunetas no seu e-mail ou WhatsApp