8 biografias ou autobiografias para ler com as crianças

Uma seleção de livros que contam a história de personalidades e as apresentam de forma acessível e atraente para os jovens leitores
iStock/arte Lunetas
  • Publicado em: 29.01.2021
da Redação

As biografias infantis são um gênero literário dedicado a apresentar às crianças personagens reais da nossa cultura que tornaram-se marcantes ou impactaram de alguma forma a história. Para tanto, os livros de biografias para crianças costumam investir em uma narrativa atraente, garantindo que o conhecimento seja transmitido a elas de forma acessível e lúdica.

Além de serem fonte de inspiração e reflexão para os pequenos, esse recorte da história de vida, com informações, curiosidades, fatos e dados biográficos, é uma oportunidade para entrar em contato com diversas perspectivas e o contexto político-social de determinada época, revelando como tais ideias ou práticas afetaram o curso dos acontecimentos. 

Confira alguns livros de biografias para crianças

“Muito prazer, sou Mário de Andrade!” (Roça Nova, 2020) Para conhecer a vida e a obra de um dos principais escritores da cultura brasileira, os jovens leitores são convidados para uma viagem à São Paulo de 1920. Ambientados nesta época, poderão acompanhar Mário de Andrade (1893 – 1945) em sua participação na Semana de Arte Moderna, em encontros com os amigos, passeios pela cidade, viagens e descobertas modernistas. Vencedor do edital Proac 2019, o livro escrito por Karina Almeida com ilustrações de Gabriela Gil revela de forma ficcional, mas baseada em uma extensa pesquisa, curiosidades como a de que o autor não gostava de viajar, mas foi até a Amazônia, onde reuniu várias ideias para o livro “Macunaíma”. Foi lá também que ele comprou uma bengala para afugentar jacarés.
“Lina: aventuras de uma arquiteta” (Pequena Zahar, 2020) A história de um dos ícones da arquitetura moderna mundial é apresentada às crianças pela autora e ilustradora Ángela León em livro ilustrado. Uma homenagem ao legado da arquiteta, pesquisadora e professora ítalo-brasileira Lina Bo Bardi (1914-1992), que sonhou outros Brasis com seus traços originais e imaginação, deixando marcas importantes no cenário urbano da capital paulista (Masp, Sesc Pompeia, Teatro Oficina, Casa de Vidro), além de projetos de mobiliário e cenografia. Ao acompanhar os sonhos e a infância de Lina, depois sua trajetória de luta e sucesso, os pequenos acessarão a coragem de uma mulher que ousou questionar o patriarcado e recusava-se a seguir os limites impostos a elas, enfrentando o totalitarismo que proibia e condenava opiniões diferentes e se posicionando a favor da liberdade de expressão. Lina é hoje um símbolo da igualdade de gênero e defensora dos direitos das mulheres. Além disso, o livro destaca a arquitetura a partir do ponto de vista humano e a serviço das pessoas, afinal “a arquitetura não existe sem as pessoas”.
“Carmen, a pequena grande notável” (Pequena Zahar, 2020) Cantora, atriz e dançarina. Carmen Miranda foi a brasileira mais famosa nos quatro cantos do mundo em seu tempo e até hoje é um dos maiores símbolos do nosso país! Este livro de Heloisa Seixas, Julia Romeu e Graça Lima traz a história dessa pequena notável desde sua chegada ao Brasil ainda criança, passando pelas rádios, suas primeiras gravações em disco, pelo cinema nacional e o Cassino da Urca, ao estrelato nos filmes de Hollywood. A trajetória dos 46 anos de vida de uma das maiores representantes da música e cultura brasileiras ganha as páginas desta biografia ilustrada para crianças, de forma leve e instrutiva.
“Ninguém é pequeno demais para fazer a diferença” (Companhia das Letrinhas, 2020) A frase que dá nome à publicação foi dita por Greta Thunberg durante a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP24). Na ocasião, a jovem ativista sueca questionou o modo de vida de uma pequena parcela da população e pediu justiça climática. Inspirado em seus discursos mais famosos, o livro escrito e ilustrado pela artista premiada Jeanette Winter apresenta aos pequenos leitores a vida e luta de Greta – da rotina tranquila na cidade onde se sentia invisível ao destaque mundial como porta-voz de uma geração em prol da preservação ambiental. Com apenas 15 anos, depois de acompanhar em sala de aula discussões sobre aquecimento global, derretimento das calotas polares e ameaças à vida no planeta, ela passou a faltar à escola todas as sextas-feiras para se dirigir ao Parlamento sueco, em greve pelo clima. Em 2019, Greta foi indicada ao Prêmio Nobel da Paz, eleita a personalidade do ano pela revista Time e nomeada Mulher do Ano pela Swedish Women’s Educational Association.
“A semente da compaixão” (Edipro, 2020) Em sua autobiografia, Dalai Lama, um dos maiores líderes espirituais budistas, recupera memórias de sua infância para compartilhar com as crianças lições que lhe foram ensinadas por sua mãe sobre como cultivar a compaixão e fazer crescer dentro de cada um o amor, o respeito, a gentileza e a tolerância. Com ilustrações do vietnamita Bao Luu, o livro narra a história do menino Lhamo Thondup, uma criança cheia de curiosidade que vivia numa pequena vila do Tibete até ser reconhecido o 14º Dalai Lama. O líder espiritual do budismo mantém uma peregrinação ininterrupta pelo mundo afora em que defende os direitos humanos, em especial do povo tibetano.
“Garoto da camisa vermelha” (Yellowfante, 2019) Neste livro autobiográfico, a história do autor Otávio Júnior e do protagonista se entrecruzam o tempo todo e mostram como o encontro com um livro no meio do lixão mudou o curso da vida desse menino negro criado numa das comunidades mais violentas e pobres do Rio de Janeiro, dominada por traficantes. Desse encontro, veio o sonho de construir uma biblioteca comunitária, levando-o a se tornar o “livreiro do Alemão”. Após ganhar prêmios nacionais e internacionais, ele viaja por todo o Brasil e pelo exterior, dando palestras sobre a sua experiência de incentivador à leitura. O garoto da camisa vermelha – que soltava pipas, jogava bola de gude e corria nos campinhos esburacados de futebol  – também passou a escrever histórias para crianças e jovens, dando vida a meninas e meninos de comunidades carentes e periféricas, lugares por tanto tempo abandonados pelo poder público.
“Malala, a menina que queria ir para a escola” (Companhia das Letrinhas,  2015) Este livro-reportagem, escrito pela jornalista Adriana Carranca, é a versão infantil para apresentar a história da ativista paquistanesa Malala Yousafzai, nascida em um lugar dominado pelo grupo extremista Talibã. Aos 15 anos, Malala Yousafzai foi baleada por um integrante desse grupo porque insistia em reivindicar o direito de as garotas paquistanesas estudarem. Lá, música e literatura são proibidos; o nascimento de um filho homem é festejado enquanto o de uma menina não é sequer anunciado; as mulheres não podem andar nas ruas e somente meninos podem frequentar a escola. Então, armada somente com seu discurso incisivo sobre a democratização do ensino, Malala resolveu encampar uma luta incansável pelo direito à educação da qual seu país a privava. As ilustrações de Bruna Assis Brasil nos apresentam a essa realidade e são acompanhadas de notas de rodapé que explicam termos como “dupatta”, “shawl”, “burca” e “niqab”, diferentes nomes para a vestimenta que as mulheres de lá são obrigadas a usar. Em 2014, Malala tornou-se a mais jovem ganhadora do Prêmio Nobel da Paz.
“Dorina viu” (Paulinas, 2006) Neste livro, Cláudia Cotes conta a história da educadora, filantropa e administradora brasileira Dorina Nowill (1919 – 2010), uma mulher visionária e muito sensível que enxergou além de seu tempo e para além das aparências, fazendo a diferença por onde passou. Dorina trabalhou intensamente para a criação e implantação de instituições, leis e campanhas em prol dos deficientes visuais e pelo seu trabalho foi diversas vezes reconhecida e premiada. A fundação que leva seu nome há mais de 70 anos é referência em inclusão social. Neste livro, texto e ilustrações estão também em braile.

* As descrições sobre cada livro foram elaboradas a partir de material disponibilizado pelas próprias editoras.

Leia mais

Livros on-line e gratuitos para as crianças na quarentena

Resumo

Uma seleção de títulos infantojuvenis para apresentar às crianças histórias de vida de personagens reais importantes. Conheça as biografias que selecionamos!
Ir para o início
Alguma dica ou sugestão? Encontrou um erro? Clique aqui e compartilhe com a gente!

Tenha Lunetas no seu e-mail

Últimos posts