Músicas de pai para filho: 10 canções que são declarações de amor

Diversos gêneros musicais embalam o amor, afeto e carinho entre papais, filhos e filhas
iStock/Arte Lunetas
  • Publicado em: 13.03.2017
  • Atualização: 14.10.2021
da Redação

Em um universo onde homens ainda são ensinados a “não sentir” ou “não chorar”, valorizar demonstrações de afeto feitas por homens é sempre uma atitude bem-vinda. Quando as declarações são de pai para filho, somos capazes de presenciar como a paternidade é capaz de criar poesia, embalada em muito amor, dengo e carinho.

A arte é capaz de transformar a percepção que temos da nossa realidade. Quando o assunto é música, seja para explicar sentimentos ou para acompanhar cada fase das crias, sempre existirá uma playlist disponível para traduzir situações onde apenas falar não é o suficiente.

Para o dia dos pais, o Lunetas selecionou 10 músicas brasileiras feitas por papais para seus filhos e filhas. Da dádiva dos nascimentos ao orgulho em participar da criação dos pequenos, o amor protagoniza as trajetórias e transborda por meio das palavras.

Celebre a paternidade com músicas de pai para filho

  • O mundo é um moinho – Cartola

Clássico do músico Cartola, os versos de “O mundo é um moinho” são avisos para a filha Creusa. A canção exibe as preocupações de um pai de adolescente começando a descobrir o mundo.

“Ainda é cedo, amor
Mal começaste a conhecer a vida
Já anuncias a hora de partida
Sem saber mesmo o rumo que irás tomar”

  • Espatódea – Nando Reis

De origem grega, o nome “Zoé” significa vida. Quarta filha de Nando Reis, Zoé, é homenageada pelo pai com a espatódea, uma flor de tons alaranjados que refletem a cor de seus fios de cabelo.

“Não sei quanto o mundo é bom
Mas ele está melhor
Desde que você chegou
E explicou o mundo pra mim”

  • O mundo é bão, Sebastião! – Nando Reis

Mais uma das músicas de pai para filho feitas por Nando, a canção “O mundo é bão, Sebastião!” é dedicada para Sebastião, seu terceiro filho. O futuro é apenas um detalhe se a criança seguir ao seu lado, superando todos os obstáculos da trajetória.

“Como escrever certo o seu nome
Como comer se der fome
Como sonhar pra quem dorme
E deixa o cansaço acalmar lá em casa
Como soltar o mundo inteiro com asas
Tiranossauro Rex tião
Dentro dos seus olhos virão
Monstros imaginários ou não”

  • Canção pro meu filho – Djonga

Rimando medos, afeto e muita esperança, “Canção pro meu filho” é dedicada a Jorge, o primeiro filho do rapper Djonga. Do lado de seu pequeno Ogum, a vitória é uma escolha.

“Que você seja um homem justo
Que você seja o que quiser ser
Entenda que o próximo nada mais é
Do que um espelho do seu ser
Aí menor, eu te dei tudo
Quando ouvir eu quero que entenda isso
Dessa vida só leve um entendimento
Sem ego, o amor é compromisso”

  • Loadeando – Marcelo D2

Em um dueto de pai e filho, “Loadeando” mostra que a evolução é conjunta. Stephan, na época com 10 anos de idade, canta versos otimistas e cheios de energia com o pai.

“Marcelo: É! Tu sabe que a vida não tá mole pra toda família, que segue firme e forte, na correria.
Stephan: Me lembro, é só olhar pra trás. Mas pra vida melhorar, como é que faz?
Marcelo: Não fico parado, esperando a ajuda da Unesco. Na minha vida ando pra frente, sempre em passo gigantesco”

  • Ararinha – Carlinhos Brown

Música presente na trilha sonora da animação Rio (2011), “Ararinha” é uma declaração de amor para sua filha caçula, Leila.

“Ela pula, ela sabe a bula
Ela samba, ela canta
Ela anda na ponta dos pés
Ela é minha cara, ela é jóia rara
Ela é linda, ararinha é o meu amor”

  • Filho – Milton Nascimento

Apesar de “Filho” ter sido gravada para o álbum Ânima (1982), foi em 2018 que Milton Nascimento teve seu primeiro filho: Augusto. Em entrevista, Bituca diz que “esse menino é uma maravilha na minha vida”, mostrando a potência da adoção e de seu poder de transformação.

“Abre as portas do navio
Beba o mar e beba o rio
Viva a vida e viva o tempo
De amar
Filho”

  • Acalanto para Helena – Chico Buarque

Última música do álbum “Cotidiano” (1971), Chico encerra uma das maiores obras da música brasileira com versos singelos e acolhedores dedicados à filha Helena.

“Dorm’inha pequena
Não vale a pena despertar
Eu vou sair
Por aí afora
Atrás da aurora
Mais serena”

  • Boas vindas – Caetano Veloso

“Boas vindas” foi escrita em 1992 para Zeca, seu segundo filho. Uma das várias músicas de pai para filho presentes em sua discografia, Caetano avisa que a vida pode ser gostosa quando a poesia, o amor e a natureza embalam um nascimento.

“Lhe damos as boas-vindas
Boas-vindas, boas-vindas
Venha conhecer a vida
Eu digo que ela é gostosa
Tem o sol e tem a lua
Tem o medo e tem a rosa”

  • Davilicença – Moraes Moreira

Em uma homenagem para o filho Davi Moraes, Moraes Moreira já ensina a cria que o samba é capaz de fazer tudo.

“Na torre o sino, na torre da igreja o sinal
Na terra do menino o tom é natural
O tom é dó maior menino segue o tino
O tino destino, o tino destino, o tino destino
Destino do som”

 

Leia mais:

Amor tem 3 letras: 26 músicas para homenagear as mães

Resumo

Seja com rap, rock ou MPB, o amor entre pais e filhos transborda através do som. Confira uma seleção com músicas de pai para filho para embalar o dia dos pais.
Ir para o início
Alguma dica ou sugestão? Encontrou um erro? Clique aqui e compartilhe com a gente!

Tenha Lunetas no seu e-mail

Últimos posts