Amor²: 20 músicas para fazer uma homenagem aos avós

Prepare os ouvidos para receber carinho em forma de música: tem Gilberto Gil, Palavra Cantada, Clara Nunes, Dona Ivone Lara e muito mais
Músicas sobre avós: um menino beija a avó no rosto, uma senhora de cabelos grisalhos. Ambos vestem blusas de manga comprida. iStock/Arte Lunetas
  • Publicado em: 28.09.2018
  • Atualização: 21.07.2021
da Redação

Declarações de amor musicadas são muito bem-vindas quando a ideia é demonstrar sentimentos e não temos as palavras certas na ponta da língua. Prova disso é o sucesso que fazem entre os nossos leitores as declarações de amor de mãe para filho e as músicas de pai para filho. Agora, o Lunetas reúne músicas para avós e avôs. Afinal, como diz o dito popular, “avós são pais com açúcar”, são “amor ao quadrado”, quando muitas vezes os laços afetivos se mantêm não mais pela responsabilidade irrestrita de impor limites e regras para o dia a dia, mas pelo carinho e vontade de ver crescer.

Na lista abaixo, estão composições que cantam o amor de netos por seus avós, e também de avós por seus netos. Algumas bastante conhecidas e outras nem tanto, é uma música mais bonita que a outra, de artistas contemporâneos e clássicos do cancioneiro popular brasileiro, tanto do universo das músicas infantis quanto adultas, como Dona Ivone Lara, Palavra Cantada, Isadora Canto, Zé Ramalho e Clara Nunes.

Quando um artista como Gilberto Gil, por exemplo, escreve uma música sobre sua relação com o neto Sereno, ele presta uma homenagem a todos os avós, e ajuda a fortalecer socialmente a importância dessa figura no contexto familiar e afetivo. Por isso, vale a pena conhecer todas essas músicas, e dar o play em casa com as crianças.

Com lembranças de infância, conselhos, receitas e um aconchego que só aquele colo de vó e vô pode dar, cada música reinventa à sua maneira um jeito novo de agradecer por todo o amor que pode caber dentro dessa relação. Então, prepare os ouvidos para receber carinho em forma de som, e aproveite a nossa playlist.

Confira nossa seleção de músicas para avós!

  • “Avôhai”, de Zé Ramalho

“Avôhai é uma palavra mágica
Avôhai significa avô e pai
Avôhai
Vovô, esteja em paz, como eu penso que você está aqui
Eu tenho certeza que você está me olhando aqui
Talvez aqui no meio de todos
Avôhai
Avôhai”

  • “O neto” – Dicró

“Eu nem quis acreditar, e a alegria retornou para o meu teto
O sorriso do meu neto, obrigado meu sinhô
Hoje eu até brinco na praça com ele fazendo graça
E me chamando de vovô

Vovô, vovô, vovô, eu também gosto muito do sinhô”

  • “Eu” – Palavra Cantada

“Se aquela moça esperta
Não tivesse ali passado
Ou se não se apaixonasse
Por aquele condenado

Eu não teria bisavô
Nem bisavó, nem avô
Nem avó, nem pai
Pra casar com a minha mãe”

  • “Coisa da Antiga” – Clara Nunes

“Na tina, vovó lavou, vovó lavou
A roupa que mamãe vestiu quando foi batizada
E mamãe quando era menina teve que passar, teve que passar
Muita fumaça e calor no ferro de engomar”

  • “Sereno” – Gilberto Gil

“Vovô gostou do nome Sereno
Vovó gostou do nome Sereno
Vem mais dois aqui
Tem mais dois aqui
Tem mais dois irmãos pra te curtir
Vovô gostou do nome Sereno
Vovó gostou do nome Sereno
Será que vem peixinho?
Será que vem depois?
Será que vem um pouco dos dois?”

  • “Na casa da minha vó” – Bia Bedran

“No mar da casa da minha vó
tem peixinhos de prata voando ao redor,
os cabelos da tia tem gosto de mel
e o rato de gravata tirando o chapéu
No quintal da casa da minha vó
cachorrim, cachorrão de focim no portão
assustando os amigos, recebendo o ladrão”

  • “Candeeiro de vovó” – Dona Ivone Lara

“Mas, virgem, minha Nossa Senhora
Cadê o candeeiro de vovó?
E seu troféu lá de Angola
Cadê o candeeiro de vovó?
E era lindo e iluminava
Os caminhos de vovó
Sua luz sempre firmava
Os pontos de vovó
Quando veio de Angola
Era livre na Bahia
Escondia o candeeiro
Dia, noite, noite e dia
Mas um golpe traiçoeiro
Do destino a envolveu
Ninguém sabe até hoje
Como o candeeiro desapareceu”

  • “Toque de São Bento Grande de Angola” – Paulo César Pinheiro

“Meu avô já foi escravo
Mas viveu com valentia
Descumpria a ordem dada
Agitava a escravaria
Vergalhão, corrente, tronco
Era quase todo dia
Quanto mais ele apanhava
Menos ele obedecia
É de Angola, é de Angola, é de Angola”

  • “Orgulho do Vovô” – Zeca Pagodinho

“Está em festa o meu barraco
Todo dia é carnaval
Criado ao som de um cavaco
Ninado no meu quintal
E que os grandes partideiros
Tragam a corda e a caçamba
Que o meu neto seja herdeiro
Do meu amor pelo samba
E os grandes batuqueiros
Na magia do tambor
Façam brilhar no terreiro
O orgulho do vovô”

  • “Avô” – Djavan

“E no balaio da construção de um homem
Revejo os moldes e as massas que eu já usei
Pois viver é reviver, hoje eu sei
Quem eu for, já encontrei
E de quebra a experiência me ensinou
É preciso juventude para que eu me torne avô
É preciso juventude”

  • “Quem foi que roubou a sopeira de porcelana chinesa que a vovó ganhou da baronesa?” – Jorge Ben

“Não chore não viu vovó, não fique triste não viu vovó
Pois eu vou sair pelo mundo afora
Pensando sempre em você a qualquer hora
Perguntando a um por um viu vovó até encontrar viu vovó
Até encontrar”

  • “Baião do Tomás” – Luiz Tatit

“Quando o filho do filho do pai
Nasceu tão bem
O avô que era pai do seu pai
Foi ver o neném
Ele viu que seu filho sorria
Isso já lhe agradou
Era o filho que o filho queria
E que agora chegou
Tinha um pouco do pai
E mais um pouco do avô”

  • “O Meu Avô” – A Turma do Balão Mágico

“O meu avô tem uma estátua voadora
O meu avô tem um isqueiro de vulcão
O meu avô corta fumaça com tesoura
De mentirinha, o meu avô é campeão
O meu avô tem dois anéis lá de Saturno
O meu avô tem plantação de macarrão”

  • “Vovó Ondina é Gente Fina” – Os Paralamas do Sucesso

“Estamos na rua desalojados
Pra ganhar alguns trocados
Temos que tocar forró
Vovó Ondina é gente fina
Valeu vovó!”

  • “Onde Foi o Avô?” – Luísa Sobral

“Onde foi o avô?
Quero vê-lo e dar-lhe a mão
Se agora está no céu
Posso ir lá de avião
Pois se ele olha por mim
E eu às vezes vou à praia
Que é bem longe daqui”

  • “No Quintal do Meu Avô” – Heitor Mendonça

“No quintal do meu avô
Tinha um pé de carambola
Tinha um pé de carambola, meu amor
Hoje não tem carambola
Hoje não tem meu avô
E a saudade é uma semente que secou”

  • “Avô e Neto” – Tom Drummond

“Venha cá meu neto, chegue junto ao seu avô
Pra essa geração me explicar
Me conte as novidades que esse mundo te tramou
Que eu preciso me atualizar
Meu chapéu já tá tão gasto
Minha vitrola enferrujou
Sua avó tá despencada pra danar
E me conte se com tanta inovação que o mundo achou
Se a vida tá mais fácil de levar”

  • “Avós” – Isadora Canto

“Ah, meu avô, minha avó
Ah, meu avô, minha avó
Vem cá, me abraça apertado
Deixa eu sentar do seu lado
Conta uma história pra mim
Cante uma canção assim”

  • “Vó de açúcar” – Pedro Lima

“Ô vó vovó me dá uma bala de goma
Ô vó vovó dá um beijo um pão de queijo um café
Ô vó vovó vó de açúcar é ouro de mina
Me abraça e me ensina a fazer café com fé”

  • “Floreio pro avô” – Pirisca Grecco

“No colo manso do avô
Ouvia com atenção
Histórias de campereadas
Causos de revolução
De bailantas e rodeios
E sua grande paixão
Que era escutar o floreio
De uma gaita de botão”

Leia mais:

10 músicas para falar de sentimentos com as crianças

 

Resumo

Como diz o dito popular, "avós são pais com açúcar", são "amor ao quadrado". Conheça 20 músicas que celebram essa a relação entre avós e seus netos.
Ir para o início
Alguma dica ou sugestão? Encontrou um erro? Clique aqui e compartilhe com a gente!

Tenha Lunetas no seu e-mail

Últimos posts