Que mundo queremos criar após a pandemia?

Leitores respondem sobre as possibilidades de construção de novas experiências e relações pós-coronavírus
um menino com cabelo black power corre feliz pela água que bate na areia da praia iStock/arte Lunetas
  • Publicado em: 30.04.2020
por

A única certeza que temos após o surto de Covid-19 é de que não temos certeza nenhuma. O coronavírus chegou arrasando as perspectivas de quem imaginava um amanhã mais estável e linear. Aeroportos reduzindo bruscamente suas atividades, países isolados de quase todo contato fronteiriço e distanciamento social são alguns dos aspectos que poderiam fazer parte de um filme distópico, mas que se tornaram cenas do cotidiano em escala global.

Enquanto alguns têm o privilégio de trabalhar em casa, trabalhadores de serviços essenciais seguem expondo seus corpos ao contágio no mínimo deslize cometido. Ônibus continuam cheios, aglomerações que deveriam ser evitadas são suportadas pela necessidade de sustento digno e desafios antes inimagináveis se mostram agora presentes: como pensar sobre o amanhã quando o hoje não é nada otimista? Como se manter são apesar da realidade preocupante que nos cerca?

A morte sempre foi a garantia singular do ato de estar vivo, porém se tornar algo cada vez mais palpável no decorrer dos dias desespera. Quando a mente entra em curto circuito devido ao turbilhão de notícias ruins, não conseguimos encontrar conforto em nenhum lugar, apenas o caos. Em que iremos nos segurar para viver depois de tanta intervenção fora do nosso controle? Voltaremos a idealizar o amanhã? Teremos convicções em vez de apenas ideias voláteis?

O mundo mudou. Resta a nós começar a entendê-lo da melhor maneira que conseguirmos dentro dessa nova configuração. O Lunetas perguntou para os leitores como poderia ser o mundo após a pandemia. Mesmo com a gravidade da situação atual, desejos de mais amor e empatia foram recorrentes no amanhã que gostariam de ter. Confira os resultados abaixo e aproveite para também responder aí da sua casa com qual novo mundo você se identifica ou quais possibilidades você vê.

Quais os desejos dos leitores do Lunetas para o mundo pós pandemia? Um mundo de seres muito mais humanos, de pessoas mais preocupadas com o todo...Um mundo onde seja possível ver beleza nas coisas simples, mais criativo, mais fraterno e empático. Enfim, um mundo de tod@as e para tod@as - Fabíola Maia Luz / Um mundo mais empático, justo, espiritualizado e conectado á natureza - Livia Fuchs Piloto / Um mundo de menos ganância, mais amor e união - Linda Mafra / Um mundo onde possamos olhar pro próximo em vez de olhar para nós mesmos - Pedro Ferreira / Um mundo mais solidário, justo e harmonioso! - Evelin Pierzchalski Vieira / Acredito que tudo isso é para que sejamos pessoas melhores e enxergar nosso próximo com amor - Ligia Pickler / Queremos um mundo com mais humanos que saibam dividir o pão (companheiro, no sentido de "aquele que compartilha o pão") - Vanessa Vasconcellos / Um mundo com pessoas menos materialistas - Fabianna M; Bokorni / Amor à vida e respeito a todos - Nubia Vieira
arte: Eduarda Ramos/Lunetas

Leitores do Lunetas falam seus sonhos e desejos sobre um futuro pós-pandemia

Resumo

O Lunetas perguntou para os leitores que mundo eles gostariam de criar depois da pandemia, e mesmo com a gravidade da situação atual, desejos de mais amor e empatia foram recorrentes no amanhã que gostariam de ter.
Ir para o início
Alguma dica ou sugestão? Encontrou um erro? Clique aqui e compartilhe com a gente!

Tenha Lunetas no seu e-mail