Conheça 5 brincadeiras sustentáveis com plástico reutilizado

Que tal transformar a conversa sobre os impactos do consumo excessivo de plástico em brincadeiras divertidas e sustentáveis com as crianças?
iStock/arte Lunetas
  • Publicado em: 25.05.2020
por

Plásticos e microplásticos estão em todos os lugares: nos artigos de casa, nos produtos de higiene pessoal, nas roupas ou nos brinquedos das crianças. Embora os brinquedos sejam parte da nossa memória afetiva, tornam-se cada vez mais descartáveis – em parte, por estratégias publicitárias que o transformam em um produto a ser usado e substituído rapidamente.

O descarte inconsciente de brinquedos aumenta o impacto ambiental: no mundo, cerca de 90% dos brinquedos são feitos de plástico. Das 25 milhões de toneladas de lixo que chegam ao mar, 60% a 80% são plástico. Além de contaminar o solo, a água e os animais, afeta também as pessoas, que ingerem em média cinco gramas do produto por semana. Os dados são da WWF e ONU Meio Ambiente.

Para propor uma conversa com as crianças sobre o uso excessivo de plástico de forma divertida, trouxemos ideias de brincadeiras sustentáveis com plástico reutilizado materiais que seriam descartados. A proposta ajuda a estimular o pensamento crítico dos pequenos e atitudes conscientes desde cedo. Olha só!

1. Caça aos plásticos!

Para começar, estimule que as crianças identifiquem o plástico em tudo que utilizam, principalmente nos brinquedos, para refletirem sobre o tempo de uso e de permanência desses objetos no planeta. Uma gincana para ser feita em casa por toda a família foi criada pela campanha Mares Limpos, da ONU Meio Ambiente, em parceria com o programa Criança e Consumo, que debate a publicidade infantil e aponta caminhos para minimizar e prevenir o consumismo na infância. Vamos lá?

  • No banheiro: abra armários e gavetas e retire todos os produtos de higiene pessoal e cosméticos, não tóxicos, como pasta de dente e shampoo infantil. Leia os rótulos e procure por plásticos nos ingredientes. Uma dica: o material, às vezes, vem disfarçado por nomes difíceis, como polietieno, polipropeleno, polietieno tereftalato, polimetilmetacrilato. Faça fotos ou separe estes produtos.
  • No guarda-roupa: abra o guarda-roupa e leia atentamente as etiquetas, separando os conteúdos sintéticos dos que contêm somente fibras naturais. Observe as características das roupas, toque as peças, sinta os cheiros e pergunte: “qual roupa faz você se sentir melhor?”.
    Aqui, vale explicar às crianças que os tecidos são feitos de uma mistura de fibras naturais, como o algodão, e sintéticas, como diversos tipos de plástico. Mas, a cada lavagem, uma parte das fibras sintéticas se solta e se mistura com a água e, de tão pequenas, acabam nos córregos, rios e mares, onde são confundidas com alimentos pelos animais, causando a morte de muitos deles.
  • Repensando brinquedos: separe os brinquedos entre plástico e não-plástico e pergunte à criança quando foi a última vez que ela brincou com cada um. Faça uma pilha para cada situação: esta semana, este ano, mais de um ano, brinquedos que não são feitos de plástico.
    Depois de perceberem o quanto de plástico foi consumido e por quanto tempo um brinquedo foi utilizado, devolva a pergunta: “por quanto tempo você acha que este plástico vai ficar no planeta?”. Plásticos em brinquedos duram 450 anos!

A gincana completa do Caça aos Plásticos você pode ver aqui.

2. Projetor de desenhos em copos plásticos

 

Que tal incentivar a criança a reutilizar materiais disponíveis em casa para criar seus próprios brinquedos? Assim, evitamos o consumo e ainda incentivamos a criatividade (e a sustentabilidade). Se sobrou copinho plástico de aniversários passados, por exemplo, é possível usá-los para projetar desenhos em uma parede. Você vai precisar de: copo plástico ou rolo de papel higiênico, caneta, tesoura, papel filme ou fita adesiva e lanterna.

Com o auxílio de uma tesoura, retire a base do copo. Desenhe sobre o papel filme ou fita adesiva e o envolva no topo do copo. Depois é só aproximar a lanterna na parte oposta ao desenho (base vazada), mirar em uma parede branca e pronto! A proposta de brincadeira é da página Reinventar Materiais Estruturados, onde há mais dicas de brincadeiras.

(Luiza Renzi/Reinventar Materiais Estruturados)

A projeção do copo com os desenhos fica perfeita na parede. Para deixar a brincadeira ainda mais sustentável, você pode trocar o copo plástico por rolo de papel higiênico

3. Sacola sensorial

Divulgação/Tempojunto

Esta brincadeira, além de acalmar, ajuda no desenvolvimento cognitivo dos bebês

Sabe aqueles saquinhos com fechamento “zip”, onde guardamos alimentos para congelar? Após higienizados, eles podem se tornar um ótimo brinquedo tranquilizante para os bebês. Você só precisa de fita adesiva, água e objetos, como brinquedinhos com formatos diferentes. Basta colocar a água e os brinquedos no saquinho, com o cuidado de deixar um bom espaço para que o líquido possa circular por dentro do plástico, quando for apertado, esmagado ou abraçado. Feche bem com fita adesiva larga para não escapar o conteúdo e pronto!

A criança vai se acostumar, desde a primeiríssima infância, com essa possibilidade de reutilizar materiais para confeccionar seus próprios brinquedos. A dica é da Tempojunto.

4. Diversão com garrafas pet

Pensar que garrafas vazias podem se transformar em brinquedos incríveis é uma ótima forma de criar o hábito da reutilização de materiais com os pequenos. Aqui vão três dicas de brincadeiras que estimulam também a paciência e a criatividade. Vamos tentar?

Criatividade: saiba como fazer 10 brinquedos de garrafa pet

Brinquedo caseiro: aprenda a fazer um vai-vem de garrafa pet

Brinquedo caseiro: como fazer um boliche de garrafa pet

5. A magia do plástico bolha

Chegou uma encomenda e para proteger o produto dos impactos causados pelo transporte, lá está ele: o plástico bolha. Antes de amassar tudo – ou estourar as bolhinhas para aliviar o estresse – e jogar fora, que tal utilizar a embalagem para criar atividades sensoriais divertidas para as crianças? Dá uma olhada nesta lista com 10 brincadeiras sustentáveis e criativas com plástico bolha!

10 jeitos diferentes de brincar com plástico bolha

Se você descobrir outras ideias de brincadeiras sustentáveis com plástico, conta pra gente!

 

Leia mais

19 livros infantis para formar adultos com consciência ambiental

Resumo

É importante falar sobre o consumo excessivo de plástico e estimular uma atitude sustentável das crianças. O Lunetas separou cinco maneiras de começar esta conversa com brincadeiras sustentáveis e divertidas.
Ir para o início
Alguma dica ou sugestão? Encontrou um erro? Clique aqui e compartilhe com a gente!

Tenha Lunetas no seu e-mail