Carregando...

Abra as orelhas: 20 bandas para ampliar o repertório das crianças

Com contribuições dos nossos leitores, montamos uma lista de bandas infantis incríveis para cantarolar muito com as crias
Bandas infantis para ampliar o repertório Tiquequê
  • Publicado em: 12.12.2016
  • Atualização: 04.09.2018
da Redação

Contribuindo para a aprendizagem e o divertimento de todas as crianças, a música é item indispensável na casa de muitas famílias. Mas, nem sempre escolher as melhores produções, que sejam preocupadas  com a qualidade das canções e o respeito à inteligência e à sensibilidade da criança, é uma tarefa fácil. Para te ajudar a fugir do óbvio e apresentar possibilidades aos pequenos, fomos perguntar para quem sabe do assunto: nossos leitores.

A dupla Palavra Cantada, que existe há mais 20 anos, foi a mais citada das sugestões e por isso,  perguntamos para eles, qual a importância da música de qualidade para o repertório infantil.

Para Sandra Peres, integrante da dupla, o resultado de uma infância permeada de estímulos e novas descobertas “vai aparecendo pouco a pouco na maneira que a criança se expressa, na sua educação no trato com todos e, consequentemente, consigo mesmo”.

Respeitar a inteligência da criança, e não subestimá-la, é um compromisso de todos nós

Confira as sugestões dos leitores:

Tiquequê

O Tiquequê surgiu do encontro entre três primas que vinham de uma família cheia de artistas e um jovem músico. Todos, desde pequenos, gostavam de cantar e de fazer teatro, e ao se dar conta de que o universo infantil era seu maior interesse em comum resolveram criar um grupo para trabalhar em festas. Pronto: o trabalho seria juntar um pouco de tudo que faz parte desse universo — música, dança, teatro, brincadeiras, histórias — e transformar certos elementos simples (como pequenos instrumentos inusitados, sons do corpo e de objetos do cotidiano, gestos, trechos de passos de dança), em um espetáculo que pudesse comunicar muito com muito pouco.

Isadora Canto

Isadora Canto é nascida no Rio de Janeiro, em uma família extremamente musical, se formou em música pela Faculdade Santa Marcelina, quando nasceu seu primeiro filho, Theo. Essa gestação deu início a uma vivência extremamente sonora e criativa para Isadora, que juntou suas duas paixões: a música e a maternidade. O projeto “Acalanto” propõe uma vivência única e profunda, uma conversa através da música que fortalece o vínculo entre mãe, pai e bebê antes e depois do nascimento.

Grupo Triii

Os shows do Triii reúnem músicas e brincadeiras, com um repertório autoral e da cultura popular brasileira, com a proposta de interagir com crianças e familiares através da música, de forma divertida e sempre muito criativa.

Fortuna 

Cantora, compositora e atriz de origem judaica, há mais de dez anos, Fortuna vem desenvolvendo um trabalho que busca o fortalecimento do diálogo entre culturas e formas de percepção do mundo, entre aspectos de diferentes realidades e tradições.

“Zoró”, de Zeca Baleiro

“Zoró” é o primeiro projeto infantil do cantor e compositor Zeca Baleiro. O universo lúdico e irreverente criado no álbum. Artista plural, o que muita gente não sabe sobre ele,  é que sua carreira começou no teatro infantil, aos 18 anos, em São Luís do Maranhão. Baleiro fazia trilhas para clássicos do teatro e da literatura infantil.

Badulaque

Badulaque é um duo de música infantil formado por Daniel Ayres e Julia Pittier. Apresentando um repertório autoral, os arranjos da dupla são compostos a partir da utilização de instrumentos não convencionais, percussão corporal, sapateado, violão elétrico, piano e efeitos eletroacústicos. As letras das músicas focam na criatividade, na curiosidade e na inteligência da criança.

Pequeno Cidadão

O Pequeno Cidadão é formado por Edgard Scandurra , Taciana Barros, Antonio Pinto e por seus filhos. O show do Pequeno Cidadão é repleto de músicas dançantes e animadas, além de malabares, acrobacias, vídeos e muita brincadeira! As canções retratam o universo infantil: alegrias, dúvidas, bichos, desafios, tristezas, cidadania, amor, esportes. O gênero do trabalho é “Música Psicodélica para Crianças” ou “Pop-Rock”. Suas letras versam sobre os primeiros problemas existenciais do ser humano.

Quanto mais as crianças têm oportunidade de ver e ouvir bons espetáculos, mais elas vão ampliando seu universo de percepção e, principalmente, seu repertório, em todos os sentidos. Elas podem desenvolver um senso crítico mais refinado e fazer boas escolhas futuras”, disse Sandra Peres, da Palavra Cantada.

Banda Estralo

A Banda Estralho nasce com uma proposta musical, cênica e poética, direcionada ao público infantil, com o intuito de colaborar com a formação musical das crianças de forma divertida, apresentando em seus shows, repertórios da música popular brasileira que podem ser apreciados por toda a família.

Grupo Cria

“Cria” se apresenta como um grupo que valoriza a inteligência da criança. A proposta dos shows é homenagear os pequenos, mas sempre mantendo a comunicação com a família inteira. O objetivo é fazer com que todos se sintam em casa. O espetáculo “A família” une músicas inéditas do elogiado compositor Vinicius Castro a textos clássicos de literatura infantil (trechos de livros de Ruth Rocha, Cecília Meireles, Adriana Falcão e Ziraldo), além de canções consagradas de Vinicius de Moraes.

Crianceiras

O CD “Crianceiras”  é um projeto educativo que propôs musicar a poesia de Manoel de Barros para o público infantil. São dez poemas musicados pelo cantor e compositor Márcio De Camillo, que interpreta as canções ao lado de mais de 15 crianças nos vocais.

OssoBanda

A OssoBanda cria para todas as crianças, “as de hoje e as de sempre”. Para a criança de hoje, apresenta um universo pop, com rocks e baladas; e para a criança de sempre, propõe um passeio pelas cirandas e cantigas de ninar. São letras e arranjos instigantes que exploram de maneira divertida o universo lúdico e lírico de toda criança.

Grupo Parampampam

Parampampam é um grupo de música infantil que trabalha um repertório autoral, valorizando a riqueza dos ritmos brasileiros, com diversão, arte, cultura e educação por meio da música. Por meio de uma linguagem lúdica, insere em sua performance elementos da arte-educação, como histórias e brincadeiras interativas com o público, além de jogos cênicos.

Fadas Magrinhas

As irmãs gêmeas Aninha e Lulu Araújo acreditam na música e encantam as crianças quando sobem ao palco e se transformam nas Fadas Magrinhas. A dupla iniciou sua carreira musical em 97, como percussionistas do Maracatu Estrela Brilhante do Recife. Como Fadas Magrinhas, se materializaram no mundo real em 2011 e têm uma intenção encantada: divulgar as manifestações culturais de Pernambuco para as próximas gerações.

Grupo Éramos Três

O Éramos Três surgiu em 2005, com a proposta de desenvolver um trabalho autoral que fosse lúdico e atrativo ao público infantil sem abrir mão da qualidade estética e musical. O grupo foi criado por quatro amigos (Fernanda Sander, Eduardo Borges, Filipe Guerra e Jalver Bethônico) com uma proposta em comum: mostrar que a música para crianças não precisa subestimar a inteligência e a inventividade de seu público-alvo. Ao contrário, o universo infantil abre um amplo território para exercício da experimentação e da criatividade, que só têm a contribuir para a qualidade do resultado musical. O grupo encerrou suas atividades em 2013. A cantora e compositora Fernanda Sander continua atuando com música para crianças em seu projeto solo Pé de Poesia.

Rubinho do Vale

Artista conhecido e respeitado dentro do universo da música popular brasileira, o mineiro Rubinho do Vale há anos desenvolve um trabalho paralelo para crianças. Cantor e compositor oriundo do Vale do Jequitinhonha, lançou discos infantis om a preocupação de levar diversão, conhecimento e cultura para as crianças de todo o país.

“Música de Brinquedo”, do Pato Fu 

“Música de Brinquedo” é o nono álbum de estúdio da banda brasileira de rock alternativo Pato Fu. Foi lançado em 2010, pelo selo independente da banda, a Rotomusic Records. Tem sonoridade diferente dos álbuns anteriores da banda. Tudo foi gravado com instrumentos de brinquedo, como cornetas de plástico, xilofones, cavaquinhos, flauta doce, kazoo e glockenspiel.

Rita Rameh e Luiz Waack

A compositora Rita Rameh produz, em parceria com o violonista, guitarrista e arranjador Luiz Waack, músicas sobre o universo da infância. Os temas das músicas abordam o cotidiano do aprendizado de crianças por meio de diferentes gêneros musicais passando por samba, rock, balada, garantia e blues.

Grupo Rumo

O grupo Rumo nasceu em 1974, e foi criado por um grupo de alunos da Escola de Comunicação e Artes (ECA) da USP e foi dissolvido em 1994. Em 1988, lançou o CD “Quero passear”. Receberam por esse trabalho dois prêmios concedidos pela Sharp: “Melhor disco infantil de 1988” e “Melhor canção infantil”, com a música “A noite no castelo”.

Banda Trupicada

A banda “Trupicada – de Música Infantil”,  foi formada em 2007, quando oito profissionais (músicos, atores e arte-educadores, todos artistas de Juiz de Fora) – decidiram se reunir para promover espetáculos musicais voltados especialmente para as crianças, uma atividade pioneira na região. O objetivo principal é criar possibilidades em que as crianças possam perceber a música como uma divertida e poderosa forma de linguagem.

“Histórias de monstros e outros bichos”, de Gui Calegari

Musico e ator, o artista Gui Calegari nasceu em Minas Gerais. Do seu convívio com crianças em ambiente escolar, nasceu o “Histórias de Monstros e outros Bichos”. O álbum traz 19 músicas, numa junção de histórias e músicas que passeiam por ritmos como rock, jazz e latino.

Bloquinho

O Bloquinho, criado em 2014 pela Oficina de Alegria, é uma manifestação musical que inspira a atitude cidadã das crianças através do resgate dos sentimentos de coletividade, simplicidade e liberdade, que irá transformar o comportamento de suas famílias.  O repertório, para toda a família (do bebê à bisa), foi especialmente criado para todos se divertirem, cantarem e rirem, fazendo parte de um só bloco: o de gente feliz!

Resumo

A criança só poderá aprender a fazer suas próprias escolhas se tiver a possibilidade de conhecer o máximo de alternativas possíveis. Aqui, você conhece produções preocupadas com a qualidade das canções e que respeitam a inteligência das crianças.
Ir para o início
Alguma dica ou sugestão? Encontrou um erro? Clique aqui e compartilhe com a gente!

Tenha Lunetas no seu e-mail ou WhatsApp