Projetos de Libras na educação valorizam a inclusão dos alunos

De alfabetização em Libras a um manual para o ensino de ciências biológicas, projetos visam uma educação inclusiva
iStock/Arte Lunetas
  • Publicado em: 21.02.2022
da Redação

Segundo o IBGE, aproximadamente 10 milhões de brasileiros têm algum grau de deficiência auditiva. Por mais que a Língua Brasileira de Sinais (Libras) seja reconhecida legalmente como meio de comunicação e expressão, com ampla adesão na comunidade surda, ainda existem dificuldades na educação para contemplar  a comunicação e a aprendizagem de deficientes auditivos de maneira adequada nas salas de aula.

O Lunetas selecionou três iniciativas que usam Libras na educação básica: tem Libras voltada às ciências biológicas, Libras aplicada na educação infantil e Libras já prevista no projeto pedagógico da escola. Venha conhecer!

Feito por educadoras e educadores da Licenciatura em Ciências Biológicas da Universidade Federal do Piauí, o manual conta com 11 capítulos que destrincham diversos assuntos da biologia em Libras. Iniciando com células, o guia passa por temas como tecidos, músculos, ossos, sistemas digestivo, nervoso, respiratório, reprodutor, entre outros. Cada capítulo tem a tradução para Libras de termos-chave voltados ao assunto e ilustrações que complementam os tópicos abordados.

Idealizada pelo educador Danilo Dias, do Centro de Educação Infantil Imaculada Conceição, em Abaré (BA), a proposta auxilia crianças surdas a aprenderem os números de 0 a 10, sinais do contexto familiar, sinais de materiais escolares, sinais das estações do ano, sinais de sentimentos por meio de emojis e sinais do contexto de prevenção contra a covid-19 em Libras. Com suporte de recursos artísticos e atividades manuais, este material de Libras na educação básica está alinhado com as competências da Base Nacional Comum Curricular.

Retornando às aulas presenciais, estudantes da EMEB Professora Judith Almeida Curado Arruda, em Jundiaí (SP), têm Libras no currículo escolar em um projeto que divide áreas do conhecimento por “estações”. Os estudantes passam pelas estações de leitura, em língua inglesa e em Libras, com aulas divertidas e participativas com intérpretes da ATEAL (Associação Terapêutica de Estimulação Auditiva e Linguagem). A escola também espera trazer jogos em Libras a partir deste ano.

Leia mais

Canais no YouTube para crianças com deficiência auditiva

 

Resumo

Com iniciativas na biologia e educação infantil, projetos de Libras prezam pela inclusão de todos os alunos.
Ir para o início
Alguma dica ou sugestão? Encontrou um erro? Clique aqui e compartilhe com a gente!

Tenha Lunetas no seu e-mail