Lunetas na COP26: as infâncias diante da emergência climática

Uma oportunidade de discutir possibilidades de futuro frente à crise climática a partir dos direitos de crianças e adolescentes
iStock/Arte Lunetas
  • Publicado em: 04.11.2021
da Redação

O que você faz diante de uma emergência? Com mudanças climáticas cada vez mais intensas, é preciso agir coletivamente para que as próximas gerações possam viver em um ambiente saudável, de maneira digna. Com essa premissa, o Lunetas lançou o videomanifesto “Emergência climática e as múltiplas infâncias: por um futuro no presente”, iniciando uma série de conteúdos sobre clima e infância. Em parceria com mais dez organizações, o especial é um chamado urgente para assegurar o futuro desta e das próximas gerações.

Agora, a nível global, o Lunetas participa da COP26, a Conferência da ONU sobre o clima, que reúne lideranças de todo o mundo em Glasgow, na Escócia, para discutir compromissos de mitigação das mudanças climáticas, apresentar planos de corte de emissões até 2030 e entender como ondas de calor, alagamentos e incêndios florestais, por exemplo, afetam o planeta

Para pensar em um amanhã possível

Para amplificar ainda mais as discussões sobre clima e infância, vamos apresentar os impactos da emergência climática sobre as múltiplas infâncias brasileiras, evidenciando o que os pequenos entendem, o que acham e como se sentem diante dessa realidade.

Serão duas apresentações durante o Side Event (Brasil HUB):

Painel sobre emergências climáticas e as múltiplas infâncias “As vozes das múltiplas infâncias sobre emergência climática: por um futuro no presente”

Neste painel on-line, Raquel de Paula, coordenadora do Lunetas, apresentará os impactos da emergência climática sobre as múltiplas infâncias do Brasil a partir da voz das crianças. O que elas entendem, o que acham e como se sentem?

Datas:
5 de novembro, às 7h, no Brazil Climate HUB
9 de novembro, às 11h, no People’s Summit for a Climate Justice

Além do Lunetas, o Instituto Alana realiza diversas ações referentes à infância e mudanças climáticas na COP26, como a campanha #LivreParaBrincarLáFora, em que uma Bolha Cinza busca dar visibilidade à poluição e defender ar limpo para as crianças. Também estão previstas intervenções urbanas, painéis, mesas de discussão, rodas de conversas, com o intuito de debater a questão climática global e garantir os direitos das crianças e adolescentes com justiça socioambiental na agenda global de clima. 

“É fundamental fomentar um movimento construtivo, para salvaguardar a saúde das crianças em todo o mundo. Participar da COP é uma oportunidade de proteger as múltiplas infâncias, especialmente as mais vulneráveis”, diz Isabella Henrique, diretora executiva do Instituto Alana.

Confira as ações previstas para a COP26:

  • “Parem de queimar o Pantanal e a Amazônia”! Manter a floresta em pé, preservar a biodiversidade e reduzir as emissões de CO2

Painel de discussão abordando a importância de manter a floresta em pé e reduzir drasticamente as queimadas no Pantanal e na Amazônia, com diferentes vozes e perspectivas.
Data: 5 de novembro, às 14h, no Brazil Climate HUB

  • Climate litigation

Painel interativo entre organizações que articulam a defesa de direitos com a interface climática por intermédio do advocacy e litigância estratégica. Irá focar na importância da agenda climática para um olhar mais sensível à questão do clima e da poluição do ar, abordando o cenário nacional e internacional.
Data: 6 de novembro, às 12h

  • Justiça climática: esperança, resiliência e a luta por um futuro sustentável

Roda de conversa baseada no lançamento do livro “Justiça climática: esperança, resiliência e a luta por um futuro sustentável”, de Mary Robinson. Um convite à reflexão sobre as injustiças que estruturam o tema das mudanças climáticas e à contextualização de experiências e problemáticas abordadas pela autora com a realidade brasileira.
Data: 9 de novembro, às 6h30 e às 8h, no Brazil Climate Hub

  • O cenário e desafios da qualidade do ar na América Latina e sua relação com o dia a dia da população

Painel para discussão sobre qualidade do ar na América Latina, destacando os principais desafios e problemáticas atreladas à crise climática, o que inclui o monitoramento da qualidade do ar no Brasil, e os impactos da poluição no dia a dia dos cidadãos, considerando as desigualdades sociais, territoriais, de renda e de idade.
Datas: 9 de novembro, às 15h, no People’s Summit for a Climate Justice
10 de novembro, às 8h30, no Brazil Climate HUB

* Todos os horários estão na hora de Brasília
** Todos os eventos acontecem presencialmente na COP26 e contam com participação virtual 

Leia mais

Emergência climática e as infâncias: por um futuro no presente

Resumo

O que os pequenos entendem, acham e sentem sobre a crise climática? O Lunetas leva o especial "Emergência climática e as múltiplas infâncias: por um futuro no presente” para a COP26, no Reino Unido, para evidenciar essas questões e buscar por respostas.
Ir para o início
Alguma dica ou sugestão? Encontrou um erro? Clique aqui e compartilhe com a gente!

Tenha Lunetas no seu e-mail

Últimos posts