Kepina, wrap, mei tai: conheça os diferentes tipos de sling

Existem muitos modelos de carregadores de pano, cada um voltado para uma necessidade da família e do bebê. Escolha o que mais combina com seu perfil
  • Publicado em: 16.05.2017
da Redação

Estes nomes que parecem complicados nada mais são que diferentes variações carregadores de pano para levar as crias juntinho do corpo com conforto e segurança. Antes de conhecer alguns muitos deles, vamos relembrar a importância deste artigo tão útil na vida de quem tem pequenos em casa?

Os famosos slings são altamente recomendados pelos pediatras como facilitadores da conexão entre pais e filhos. Ao carregar um bebê desta forma, ele se conecta com o ritmo da respiração e batimentos cardíacos da pessoa que o carrega, e se sente protegido e acolhido.

“Todas as populações antigas do mundo têm o hábito de usar carregadores de pano”

“Há milênios a humanidade carrega os bebês juntos ao corpo. Considerem que lugar de bebê de colo é no colo”, diz o pediatra especialista em neonatologia Carlos Eduardo Corrêa.

O blogueiro Thiago Queiroz, do Paizinho, Vírgula, descreve cada tipo e explica quais as particularidades de cada um. Confira e se torne você também um especialista em babywhearing.

Carregadores transversais

Carregadores transversais são aqueles carregadores de tecido que são colocados no seu tronco transversalmente, apoiando em um dos ombros. É o tipo mais conhecido dos carregadores de tecido, pois tem os chamados slings de argola que, felizmente, estão se popularizando cada vez mais.

  • Slings de argola

São os mais populares, consistem em um pano com uma argola costurada na ponta. Você amarra como se fosse um cinto, só que ao invés de segurar a sua calça, vai segurar o seu bebê. Quando você veste o sling de argola apoiando-o sobre um dos ombros, forma-se uma espécie de bolsinha próxima ao seu peito, que é onde o bebê ficará confortavelmente. Apesar de ser um dos campeões em termos de gosto popular, esse é o sling que eu menos me adaptei e, portanto, o que menos gosto. A ciência de ajustar o pano com a argola é algo que vai além da minha compreensão e coordenação motora. A minha esposa, recentemente, conseguiu se entender com esse tipo de sling, mas para mim, ainda é um mistério.

  • Pouch slings

O pouch sling é basicamente um sling de argola, só que sem argola e todo costurado. Eles são feitos sob medida para você e não são reguláveis, mas são os mais simples de usar: é só vestir o sling, colocar o bebê e ser feliz. Gosto bastante deste tipo sling, mas a desvantagem é que se você tiver um biotipo muito diferente da sua esposa, como eu, vai precisar de dois pouch slings em casa. O ponto positivo disso é que você pode escolher uma estampa bem descolada para você, e a sua esposa não vai poder encrencar!

  • Kepinas

Kepinas, ah, as kepinas. Quanto amor eu tenho por elas. Imagine a kepina como a avó de todos os carregadores. Se você é um cara roots, esqueça todo o resto, você vai querer a kepina. Eu tenho um carinho muito especial por elas, porque descobri a existência delas justamente quando estava começando a pensar que babywearing não era para mim; eu só tinha tentado usar os slings de argola e falhava miseravelmente em todas as tentativas. Foi com as kepinas que eu consegui me entender e carregar meu filho para cima e para baixo, e logo ela se tornou um acessório indispensável para o meu guarda-roupas.

Imagine um pedaço de pano quadrado de 1,20m x 1,20m. Pronto, isso é a kepina. Não é genialmente simples? Eu ainda escreverei um post dedicado à kepina, mas por hora, basta dizer que é extremamente segura, confortável e prática, porque uma vez que você ajusta o nó de acordo com o seu tamanho, não precisa mexer nela nunca mais, muito parecido com a praticidade proporcionada pelos pouch slings.

  • Wrap

Os wraps são a segunda grande categoria de carregadores. Tratam-se de um pano estreito e bastante longo, que serve para amarrar seu filho de diversas maneiras. A amarração clássica do wrap é a amarração cruzada, onde você cruza o pano no seu tronco, formando um X na frente e nas costas, com o seu filho sustentado confortavelmente de frente para você.

Carregadores estruturados

  • Mei tai

Os mei tais, carregadores asiáticos que parecem um cruzamento entre um wrap e um carregador estruturado. Feitos inteiramente de tecido, esse carregador alia a flexibilidade e conforto de um wrap com a praticidade dos carregadores estruturados. São adequados ergonomicamente aos bebês e, ainda assim, bem mais baratos que os novos carregadores estruturados, do tipo ErgoBaby.

Falando em termos práticos, se eu fosse indicar um primeiro carregador para você, principalmente o pai, eu indicaria ou o pouch sling ou a kepina. São os mais simples e mais fáceis de se apaixonar, além de serem mais baratos. Compre, ou pegue emprestado com alguém, e faça um test drive, mas aqui vai uma dica: pratique antes com algum objeto que possa representar o bebê, não use o bebê de verdade porque eles ficam facilmente irritados quando percebem que você está nervoso com a experiência. Teste um pouco com uma boneca, ou qualquer outra coisa, até que você tenha confiança para tentar com o seu bebê.

 

Resumo

Liberdade de movimento, conforto, colo e afeto: os slings propiciam tudo isso e muito mais. Conheça os diferentes tipos e escolha o melhor para você.
Ir para o início
Alguma dica ou sugestão? Encontrou um erro? Clique aqui e compartilhe com a gente!

Tenha Lunetas no seu e-mail

Últimos posts