Jovens refletem sobre a escola do futuro em documentário

Projetos revelam o impacto da tecnologia e seu potencial de transformação no dia a dia
Divulgação/arte Lunetas
  • Publicado em: 18.05.2022
da Redação

A proposta de promover uma conexão real entre a sala de aula e o entorno dos alunos, com significado e propósito, foi o que mobilizou o documentário “Educação, presente para o futuro”. Além do debate feito por jovens ativistas (ativismo ambiental, educação inclusiva, questões indígenas, por exemplo) sobre como deve ser a escola do futuro, são apresentados exemplos reais de escolas de norte a sul do país que colocam o aluno no centro do aprendizado, sugerindo ativamente soluções para os problemas que o rodeiam. A ideia é inspirar outras escolas a aumentar o prazer e a qualidade do aprendizado, e reduzir a evasão escolar.

“Quando a educação não chega, algo chega antes. A violência doméstica, sexual, do tráfico. A violência policial. E não é esse o Brasil que a gente quer”
– trecho do documentário “Educação, presente para o futuro”

“Não adianta falar de tecnologia sem buscar uma conexão com a realidade. Os equipamentos eletrônicos servem para potencializar as habilidades dos alunos. Não foi à toa que escolhemos os estudantes como protagonistas do nosso filme”, explica a diretora Patricia Travassos.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Prosa Press (@prosapress)

O uso da tecnologia na escola do futuro

A tecnologia aplicada na educação tem o potencial de transformar realidades e também pode auxiliar professores com novos recursos. Mas, como olhar para o tema diante de deficiências históricas e do contraste educacional do Brasil? Como preparar as crianças de hoje para um futuro tão incerto e volátil? Como as escolas devem se adaptar aos novos tempos? Qual o papel dos pais? 

Os avanços tecnológicos trazem mudanças significativas para o mundo e o modo de vida das pessoas, inclusive para a educação. Por isso, essa área precisa “acompanhar a inovação que já é real, mas ainda pouco presente”, opina Patricia. “A questão sobre como a tecnologia é abordada no projeto pedagógico é ‘meio proibida’, mas ela está a nosso serviço, não dá para negar sua existência ou proibir essa nova realidade. É preciso saber como instrumentalizar as crianças e trabalhar para resultados que façam a diferença, ampliando esse olhar mais humano para as fragilidades e potências de cada um, e ajudando a formar adultos mais participativos”, diz.

Para que todas as crianças possam acessar outras formas de consumir educação, Patricia garante que o caminho é pensar a educação brasileira, pública e privada, pois a “conexão do aluno com o seu entorno e os problemas que o cercam independem de onde ele está”.

* Uma versão compacta (20 minutos) do documentário “Educação, presente para o futuro”, produzido pela Prosa Press com o patrocínio da 3M e da IBM, foi exibida de forma gratuita pela primeira vez durante a Bett Brasil 2022, maior evento de educação e tecnologia da América Latina, em 10 de maio. Na ocasião, também houve um bate-papo com Patricia Travassos e dois dos jovens que protagonizam o documentário. O lançamento oficial ainda não tem data para acontecer.

Leia mais

Um olhar para as infâncias conectadas

Resumo

O documentário “Educação, presente para o futuro” incentiva jovens a refletirem sobre a escola do futuro e a criarem soluções para os problemas de suas comunidades.
Ir para o início
Alguma dica ou sugestão? Encontrou um erro? Clique aqui e compartilhe com a gente!

Tenha Lunetas no seu e-mail