Carregando...

Material gratuito sugere atividades para a Educação Infantil

São mais de 500 planos de atividades para bebês e crianças, alinhados à BNCC (Base Nacional Comum Curricular), e que podem ser baixados gratuitamente
Planejamento Educação Infantil iStock
  • Publicado em: 11.02.2019
  • Atualização: 12.02.2019
da Redação

Nesta segunda-feira, 11 de fevereiro, às 9h, a Associação Nova Escola e o Instituto Alana realizaram o evento “Planejamento na Educação Infantil“. A proposta do encontro foi apresentar o resultado final de uma experiência que reuniu educadores do Brasil inteiro para produzir 500 planejamentos de atividades para bebês e crianças.

Utilizando como diretriz a BNCC (Base Nacional Comum Curricular), os planejamentos tiveram como norte trazer para a criança para o centro do processo de aprendizagem, além de respeitar o contexto da escola pública brasileira. Assim, em linhas gerais, o objetivo do material pedagógico é inspirar o professor a aplicar a BNCC no dia a dia, a partir de um olhar crítico e responsivo em relação ao que é proposto como direcionamento. Foram articulados 30 grandes temas a partir do interesse das crianças.

Todo o material agora já está disponível no site da Nova Escola, onde é possível fazer download de algumas práticas e também de materiais de apoio, como brincadeiras e jogos criados pelos educadores autores do projeto.

Heloisa Fantini/Instituto Alana

Beatriz Ferraz, da Nova Escola, conduz a apresentação do material em evento realizado no Itaú Cultural.

A iniciativa é uma parceria com a Fundação Lemann e o Google.org, que disponibiliza gratuitamente cerca de mil planejamentos de atividades para disciplinas como Matemática, Língua portuguesa, História, Geografia Educação Infantil, tudo alinhado à Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Mais de 200 mil professores de todo o país já foram beneficiados.

“Os planejamentos precisam preencher o cotidiano da criança”, disse Beatriz Ferraz, assessora pedagógica de Educação Infantil da Nova Escola, logo no início da apresentação do projeto.

“A escuta devolve para a criança aquilo que ela já traz”

Para ela, os professores, sobretudo os da Educação Infantil, carregam a honra e a responsabilidade de articular os saberes de cada criança e transformá-los em ativos da educação.

“Os professores são os grandes curadores das práticas sociais”

Raquel Franzim, coordenadora do programa Escolas Transformadoras e assessora pedagógica do Instituto Alana, atuou na concepção da iniciativa, e esteve também no evento. Sua fala chamou a atenção para a importância da inclusão não como algo que coloque as possíveis limitações da criança no foco, e sim as falhas da própria sociedade e do entendimento sociocultural do que é afinal ser um sujeito capaz.

“Como costurar as diferenças que estão na sala de aula a uma concepção de planejamento? Porque a deficiência não está na criança; ela é capaz, ela é potente. A deficiência está está nas relações, e é por conta disso que a criança precisa enfrentar barreiras”, afirmou.

Para Raquel, uma educação que se preocupe em contemplar a pluralidade traz benefícios que ultrapassam a própria questão da deficiência.

“Uma experiência inclusiva é boa para todo mundo”

“Há um compromisso ético do planejamento de não deixar ninguém para trás”, disse a educadora.

Heloisa Fantini/Instituto Alana

40 professores de todo o Brasil se organizaram coletivamente para a produção do material, que ficará disponível online gratuitamente.

Para a elaboração do material, professores de diversos Estados, como Bahia, Rio de Janeiro, São Paulo e até mesmo de fora do país (como é o caso de uma professora da Holanda que participou da concepção) organizaram encontros físicos e online.

Para isso, os educadores foram divididos em grupos, que por suas vez eram conduzidos por mentores, que leram as propostas e apontaram mudanças necessárias, sempre de acordo com o mote principal da iniciativa, que é priorizar a criança como sujeito principal da aprendizagem.

Confira algumas das diretrizes dos planejamentos

  • Contemplar as singularidades de cada criança;
  • Compreender a criança como sujeito histórico, social e cultural;
  • A necessidade de entender a criança na sua inteireza;
  • Entender que é possível dar protagonismo ao professor por meio da escuta ativa da criança;
  • Compreender a educação como um processo relacional, ou seja, que acontece na relação construída entre educador e criança;
  • Reforçar que é papel do professor construir vínculos;
  • Uma experiência plena de educação demanda tempo de aproximação e distanciamento: a criança aprende nesse processo;

“A ideia não é que nossos planejamentos sejam aplicados tal e qual, e sim que eles possam ser uma inspiração, e que a partir deles sejam criados outros”

Hoje, já estão publicados mais de 2 mil planejamentos de aula de Matemática, Ciências e Inglês. Educação Infantil e Língua Portuguesa estão indo para o ar nas próximas semanas e, até março de 2019, História e Geografia também serão contemplados, totalizando 6 mil atividades gratuitas no site da Nova Escola.

Para ter acesso aos conteúdos, os interessados devem fazer um cadastro simples e gratuito no site da Associação Nova Escola.

Resumo

Para inspirar maneiras criativas e autorais de colocar a BNCC em prática na Educação Infantil, a Associação Nova Escola e um grupo de mais de 200 professores criaram 500 planos de atividades voltadas para bebês e crianças e pequenas.
Ir para o início
Alguma dica ou sugestão? Encontrou um erro? Clique aqui e compartilhe com a gente!

Tenha Lunetas no seu e-mail ou WhatsApp