Música ‘Tudo bem ser diferente’ canta a diversidade para crianças

Em produção remota, a Emei Nelson Mandela mostra mais uma vez como incluir a pauta da diversidade na educação das crianças desde cedo
Mayara Neves/arte Lunetas
  • Publicado em: 16.07.2021
por

“Uma música para celebrar a diversidade”, define Raul Cabral, o autor da letra de “Tudo bem ser diferente”, que conquistou as crianças e as educadoras da Emei Nelson Mandela. A escola pública infantil, localizada na zona norte de São Paulo, é reconhecida por seus projetos educativos inovadores e emancipatórios em prol do antirracismo.

Não precisamos ser iguais para conviver. Nós, adultos educados em uma cultura racista, precisamos desconstruir uma série de paradigmas. Mas, a educação antirracista, a partir da arte e da música, oferece às crianças de hoje um outro ponto de partida ao falar diretamente aos afetos e apresentar a experiência de um mundo em que tudo bem ser diferente”, defende Raul.

Há alguns anos, Raul faz músicas para crianças e famílias. Em 2019, ao mostrar às educadoras da Emei Nelson Mandela a música “Tudo bem ser diferente”, elas adoraram, porque tem tudo a ver com a escola, premiada por seu projeto em favor da diversidade e referência na educação em cultura de paz. “A música não foi pensada para que a criança fixe conceitos sobre respeito às diferenças, mas para que entenda o valor da diversidade”.

Somos todos diferentes
Cada um tem o seu jeito
Ninguém é igual à gente
E todos merecem respeito

Neste mesmo ano, as crianças da Emei Nelson Mandela vivenciaram o projeto “Modos de ser e viver no mundo: eu, eles, elas e nós”, em que a investigação da vida de importantes mulheres negras para a história e cultura de nosso país inspirou o estudo autobiográfico de cada criança da escola e suas famílias. A música “Tudo bem ser diferente” veio para celebrar essas vivências e continuou a fazer parte das nossas narrativas”, conta a professora Marina Basques.

Com a interrupção das atividades presenciais e a necessidade de produzir conteúdo remotamente, surgiu a ideia de fazer um videoclipe, com a participação de cada educadora cantando da sua casa – as educadoras da limpeza, da cozinha, da secretaria e as professoras. Nesta nova versão, foram incluídos os versos que Raul escreveu especialmente para a Emei Nelson Mandela:

Nesse gramado verde
Nessa escola amarela
Todo mundo é diferente
Todas as cores são belas
Rosa pode ser pra ele
Azul pode ser pra ela
Porque a gente é colorido
Porque a gente é Mandela

O lançamento oficial do clipe “Tudo bem ser diferente” acontece hoje (16/7), aproveitando as comemorações do aniversário de Nelson Mandela no domingo. Educadoras e educadores podem usá-lo à vontade em seus projetos de ensino, para que outras crianças cantem um mundo mais diverso. Assista ao clipe!

Nossa casa é o mundo todo
Tem lugar pra todo mundo

Para Raul, a arte é uma forma de apresentar o mundo que carregamos dentro de nós. Por alguns instantes, emprestamos nossos olhos, nossos ouvidos, nossos pensamentos, para que outra pessoa experiencie o mundo a partir da nossa perspectiva – um jeito único de pensar e de estar no mundo”.

Neste período, as crianças experimentaram possibilidades de reflexões sobre o que a música traz de potência. “Foram muitos momentos de leitura e conversa, o que a letra quer dizer, e o que as crianças sentem e pensam quando ouvem essa música”, comenta a professora Solange Miranda.

Para ela, os significados da música reforçam a “linguagem do que vivenciamos com as crianças e da prática da nossa comunidade educativa com a diversidade, pautada pela naturalização das diferenças e estruturada pelo discurso de que devemos respeitar todas as pessoas”, comenta.

Solange diz que “Tudo bem ser diferente” representa “a comunidade mandelense e já é considerada o hino da escola”; e a professora Marina destaca como é marcante “ver as crianças entoando ‘Porque a gente é Mandela’, num misto de amor e pertencimento”.

Leia mais

Educação antirracista: escola pública homenageia mulheres negras

Resumo

Reconhecidas por seus projetos educativos em prol do antirracismo, educadoras da Emei Nelson Mandela gravam vídeo da música “Tudo bem ser diferente”.
Ir para o início
Alguma dica ou sugestão? Encontrou um erro? Clique aqui e compartilhe com a gente!

Tenha Lunetas no seu e-mail

Últimos posts