Takorama: o festival internacional de cinema para as infâncias

iStock/arte Lunetas
  • Publicado em: 23.10.2020
da Redação

Pela primeira vez no Brasil, filmes infantis inéditos e gratuitos vão fazer a alegria dos pequenos durante o Takorama, festival internacional com conteúdo dedicado a crianças, jovens e educadores. 

A programação traz curtas de diversos países, que podem ser vistos em vários idiomas, sem publicidade, com abordagens sobre tolerância, empatia, amizade, exclusão e cidadania. Todos os filmes podem ser acessados até 30 de novembro pelo site do festival. Com organização da Associação Films Pour Enfants, o projeto é uma resposta aos desafios enfrentados pela educação durante a pandemia. 

Vamos conferir a programação?


A partir de 3 anos

  • “O Melhor Brinquedo”, de Gabriel Lin (EUA, 2014)
    Como o processo de transformar um brinquedo pode mexer na nossa autoestima? Em “O Melhor Brinquedo”, somos apresentados às ligações entre o olhar alheio, as amizades e a construção de autoconfiança.
  • “Olá”, de Julio Cesar Velazquez (Argentina, 2014)
    Conhecer-se a si mesmo e conhecer aos outros: a partir de duas formas geométricas, esse filme traz reflexões sobre diferenças.
  • “O Edifício”, de Tomoyoshi Joko (Japão, 2018)
    Por meio da narrativa de um grande edifício que salva pequenas casas de uma inundação, as crianças são convidadas a refletir sobre diferença e exclusão.

A partir de 6 anos

  • “O Tubarão do Aquário”, de Ashley Farlow (EUA, 2014)
    Um tubarão em um aquário pequeno. O que esta situação pode nos ensinar sobre liberdade?
  • “O Complexo do Porco-espinho”, de LISAA (França, 2013)
    A história de um jovem ouriço enfrentando problemas como rejeição, retraimento e falta de autoconfiança.
  • “Você Parece Assustador”, de Xiya Lan (EUA, 2016)
    Quem tem mais medo? O paciente crocodilo ou o coelho dentista que parece não gostar dos dentes afiados de seu cliente? 

A partir de 9 anos

  • “Iguais”, de D .M. Lara & R. C. Mendez (Espanha, 2016)
    Em uma sociedade conformista e uniforme, um pai tenta colocar seu filho no caminho certo e se questiona se este é o melhor para ele.
  • “O Cão Só”, de Mike A. Smith (EUA, 2014)
    O sonho de um cachorro em sair de casa nos apresenta a uma homenagem aos desenhos animados dos anos 1940.
  • “Meu Estranho Avô”, de Dina Velikovskaya (Rússia, 2011)
    Qual a relação entre excentricidade e exclusão? Conheça a história de amizade entre um avô e sua neta.
Aviso

As informações acima são de responsabilidade do organizador do evento e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Tenha Lunetas no seu e-mail