Carregando...

Seminário Criança e Natureza discute diversidade ambiental

Um dos motes do evento - gratuito - é a desigualdade de acesso à natureza. Por que tantas crianças não têm contato com áreas verdes?
Seminário Criança e Natureza iStock/Arte Lunetas
  • Publicado em: 02.05.2019
  • Atualização: 15.05.2019
por

Os diferentes cenários urbanos são determinantes para as variadas formas de interação com o ambiente natural, definidas, entre outros fatores, pela qualidade e biodiversidade da natureza e, também, pela desigualdade social. Por isso, quando se pensa na relação entre criança e meio ambiente, é preciso considerar que não se trata de uma única natureza de relação, mas das múltiplas formas como essa relação acontece.

Para ampliar o diálogo sobre esse cenário, o programa Criança e Natureza, do Instituto Alana, em parceria com o Sesc Nacional realizam o Seminário Infâncias e Naturezas, um olhar para a diversidade social e ambiental”, dias 10 e 11 de junho, no Sesc Nacional (Avenida Ayrton Senna, 5555 – Gardênia Azul), no Rio de Janeiro .  (Confira aqui a programação do evento e acompanhe as novidades no evento no Facebook). O encontro reunirá especialistas e educadores de todo o Brasil para instigar diálogos sobre a necessidade de maior interação das crianças com a natureza.

Inscreva-se aqui para participar

Atualmente, é possível notar, em diversas cidades brasileiras, entre elas, o Rio de Janeiro, muitas desigualdades no acesso à natureza: enquanto diversos bairros são carentes de vegetação; outros reúnem condomínios com ampla área verde, porém, bastante controladas com fins estéticos e decorativos; terrenos baldios com solo degradado e abandonado ou, ainda, áreas com natureza abundante e rica, mas que abrangem ambientes protegidos, como florestas.

“As crianças, nos seus distintos modos de viver, acessam a natureza da forma como lhe é possível e permitido. Não importa se elas moram no morro, em condomínios, perto do mar, ou nas periferias. O que elas têm em comum é a violência urbana induzindo um estilo de vida mais sedentário e confinado, distante do contato com áreas verdes. Por isso, queremos propor reflexões sobre a diversidade de vivências das crianças com as naturezas presentes nas cidades, e trazer inspiração e fomento a rede de profissionais e cidadãos comuns que, assim como nós, batalham por uma infância rica em natureza. Convidamos todas e todos a participarem dessa jornada para constituirmos uma rede que valoriza as múltiplas infâncias e as múltiplas naturezas que compõem um dos nossos maiores patrimônios, a diversidade”, destaca Laís Fleury, coordenadora do programa Criança e Natureza.

Na pauta do seminário, estão temas como: “Infância”; “Segurança no espaço público”; “A importância da experiência” e “A Conexão da Natureza no Cuidado com Nós Mesmos e no Cuidado com a Terra”. As conversas serão conduzidas por Cláudio Maretti, especialista em áreas protegidas, apoio ao desenvolvimento sustentável; Evelyn Eisentein, médica pediatra, professora de pediatria; Ilana Katz, psicanalista de orientação lacaniana; Marie Ange Bordas, artista, autora e mediadora cultural; Murilo Cavalcanti, administrador de empresa e Secretário de Segurança Urbana da Cidade do Recife; Renato Noguera, doutor em Filosofia; Roque Antonio Juaquim, observador da Cultura da Infância (Brinquedos e Brincadeiras tradicionais da infância brasileira); Sérgio Godinho, diretor da Escola da Serra e Tainá de Paula, arquiteta e urbanista, especialista em patrimônio cultural.

Durante os dois dias de programação haverá diversas oficinas para os participantes, como pipas, construção de bichinhos em madeira, produção de tintas à base de terra e pintura, confecção de comedouros artesanais para observação de aves, entre outras.  Pela primeira o seminário abrirá espaço para apresentação de trabalhos, pesquisas e experiências. Será feita uma exposição de painéis com os projetos selecionados, para valorizar a relação entre a criança e a natureza e analisando a fundo a realidade do Brasil, a fim de enfrentar a complexidade de situações vividas hoje nas infâncias brasileiras. Acompanhe as novidades no Lunetas.

Resumo

O “Seminário Infâncias e Naturezas, um olhar para a diversidade social e ambiental”, acontece nos dias 10 e 11 de junho, no Rio de Janeiro.
Ir para o início
Alguma dica ou sugestão? Encontrou um erro? Clique aqui e compartilhe com a gente!

Tenha Lunetas no seu e-mail ou WhatsApp