‘Samaúma’: o elo entre humanos e natureza por meio da empatia

Sergio Silva/Arte Lunetas
  • Publicado em: 02.06.2021
da Redação

De que maneira a empatia pode transformar a nossa relação com a natureza? No espetáculo “Samaúma – A árvore mãe”, somos convidados a repensar o jeito que lidamos com o meio ambiente em uma potente narrativa sobre Samaúma, a árvore rainha da floresta. Em oito sessões de 5 a 20 de junho, sempre aos sábados e domingos, a narrativa nos apresenta a Dona, uma empresária que, acompanhada de seus dois ajudantes, tinha a missão de transformar parte da floresta amazônica em pasto. Porém, situações capazes de mudar completamente a percepção de Dona com a natureza acontecem ao longo de sua expedição, com pessoas, animais e entidades da floresta.

Sumaúma, Kapok ou Mafumeira são os diversos nomes que a Samaúma recebe ao longo do mundo, uma árvore nativa do norte da América do Sul, América Central e África Ocidental. Podendo ultrapassar 80 metros de altura e geralmente encontrada na Amazônia, é considerada sagrada por vários povos originários, além de ser reconhecida como a “mãe-das-árvores” por ser capaz de armazenar água para nutrir a si própria e aos ecossistemas ao seu redor.

Dirigido por Wanderley Piras e idealizado pela Cia da Tribo, “Samaúma” destaca a empatia como elemento propulsor de mudanças, além de buscar humanizar seus personagens para que eles não entrem em uma dicotomia de “bem ou mal” tão comum no universo da ficção. O espetáculo preza pela estética da cultura popular contemporânea e é pensado tanto para apresentações digitais quanto nos palcos. Sobre os figurinos, o ponto de partida foram as queimadas na Amazônia: para Milene Perez, atriz e figurinista da peça,  “A floresta faz parte de nós e nós estamos queimando junto com ela. Este é um figurino denúncia”, conta.

Confira a programação!

“Samaúma – A Árvore Mãe”

Datas: 5 a 20 de junho de 2021 (sábados e domingos), sempre às 16h
Duração aproximada: 50 minutos
Classificação: livre
Onde assistir: as transmissões acontecem de maneira simultânea, com possibilidade de visualização tanto pelo Facebook do teatro quanto por seu canal no YouTube. A página do Facebook da Cia da Tribo irá transmitir todas as sessões em todos os dias e horários da peça, além das reproduções pelas redes sociais dos teatros.

 

5 e 6 de junho, às 16h

  • Teatro João Caetano

Facebook | YouTube

 

12 e 13 de junho, às 16h

  • Teatro Alfredo Mesquita

Facebook | YouTube

  • A Casa da Ladeira (Espaço Cultural Cia da Tribo)

Facebook | YouTube

 

19 e 20 de junho, às 16h

  • Teatro Cacilda Becker

Facebook | YouTube

Aviso

As informações acima são de responsabilidade do organizador do evento e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Tenha Lunetas no seu e-mail