Carregando...

‘Vida de pai’: Porta dos Fundos ironiza paternidade irresponsável

Porta dos Fundos
  • Publicado em: 01.02.2018
  • Atualização: 10.07.2018
da Redação

Na última segunda-feira, 29 de janeiro, o canal “Porta dos Fundos” publicou um vídeo que critica a postura de alguns homens que, após se tornarem pais, agem como se nada tivesse mudado em suas rotinas. Com o típico humor bem sacado que tornou o canal famoso, a ideia é problematizar a paternidade irresponsável.

Para pais que não assumem seu papel, afinal, é possível continuar dormindo como antes, sem perceber o impacto da gravidez no corpo, psicológico e emocional da companheira; nesse contexto, é fácil ver as mudanças de humor da recém-mãe como “exageros”.

Com tom irônico, a história do vídeo se desenvolve em um diálogo entre os atores Gregorio Duvivier e Luis Lobianco. Enquanto Gregorio se prepara para entrar em campo para um jogo de futebol, o amigo se aproxima e questiona como ele está após o nascimento do filho.

“O pessoal fala que muda muito o corpo, né? A mulherada fala: ‘Ah, meu corpo nunca mais foi o mesmo. Olha para mim aqui. Ó, igual. Parece que eu acabei de ter filho?”, o pai pergunta ao seu interlocutor, que responde em negativa. “Tê até pensando no próximo. Enfileirar logo três”, complementa.

E quando a pergunta é sobre “Marta”, nome dado à mulher que acaba de se tornar mãe, ele responde que ela “está mais nervosa”.

“Reclamou muito na gravidez. Não podia beber, não podia fumar. Olha, eu bebi, fumei e o moleque tá lá, saudável, tá tranquilão. Ou seja…tem muita frescura também”

Em momento algum o personagem do amigo critica ou contesta alguma das respostas .

Em dois minutos de vídeo, o roteiro traz à tona uma série desafios e dificuldades que inúmeras mulheres enfrentam diariamente.

Ao final do episódio, uma cena emblemática. Duvivier fica deitado na cama, com o controle de televisão na mão, questionando o motivo do “barulho” em um outro cômodo. E o barulho, neste caso, é o choro do bebê, seu filho.

Dá o play!

 

Resumo

"Ela reclamou muito na gravidez. Não podia beber, não podia fumar. Olha, eu bebi, fumei e o moleque tá lá, saudável, tá tranquilão", diz o pai.
Ir para o início
Alguma dica ou sugestão? Encontrou um erro? Clique aqui e compartilhe com a gente!

Tenha Lunetas no seu e-mail ou WhatsApp