Pesquisa revela o que os brasileiros esperam das escolas

Igualdade de gênero, educação sexual e discriminação racial: mais de 90% dos entrevistados concordam que esses assuntos sejam abordados na sala de aula
iStock/Arte Lunetas
  • Publicado em: 04.07.2022
da Redação

Quais temas a população brasileira acima de 16 anos espera que sejam abordados em sala de aula? Na pesquisa “Educação, valores e direitos”, a ampla maioria defende que assuntos voltados à igualdade de gênero, discriminação racial e educação sexual tenham espaço garantido nas escolas. A maioria também concorda que as escolas devem promover o direito das pessoas viverem livremente sua sexualidade.

O que a população espera das escolas?

Educação sexual

  • 96% dos entrevistados concordam que a escola deve fornecer informações sobre doenças sexualmente transmissíveis e formas de prevenção;
  • 93% concordam que estudantes devem receber orientações para evitar gestações indesejadas;
  • 91% concordam que educação sexual nas escolas ajuda crianças e adolescentes a prevenirem o abuso sexual.

Igualdade de gênero

  • 96% acreditam que devem receber, nas escolas, informações sobre as leis que punem a violência contra mulheres;
  • 93% acreditam que as escolas precisam ensinar meninos a dividirem com meninas e mulheres as tarefas de casa;
  • 88% acreditam que é importante discutir as desigualdades entre homens e mulheres.

90% concordam que discriminação racial deve ser discutida pelos professores e 81% concordam que escolas devem promover o direito de as pessoas viverem sua sexualidade, sejam elas heterossexuais ou LGBTs. Dos jovens de 16 a 24 anos, 91% concordam totalmente com a última afirmação. 

A pesquisa também trouxe dados sobre ensino domiciliar (homeschooling) e escolas militares: 78% discordam que os pais tenham o direito de tirar as crianças da escola para optar pelo ensino em casa, enquanto 72% dizem confiar mais em professores do que em militares em instituições de ensino. 

O assunto que mais dividiu os entrevistados foi política: 56% concordam que professores devem evitar falar de política em sala e 54% acham que pais podem proibir as escolas de ensinar temas que não aprovam. A percepção referente à “Escola sem partido” é pequena: apenas 27% já ouviram falar sobre o movimento. 

E quais os maiores problemas das escolas públicas?

  • 28% apontam falta de investimento dos governos;
  • 17% apontam baixos salários e desvalorização docente;
  • 12% apontam falta de infraestrutura nas escolas;
  • 3% apontam os conteúdos ensinados em sala.

* Coordenada pelas organizações Cenpec e Ação Educativa, a pesquisa foi realizada pelo Centro de Estudos em Opinião Pública (Cesop/Unicamp) e Instituto Datafolha. 

Leia mais

Manual apoia professores na defesa contra a censura nas escolas

Resumo

Abordar temas como igualdade de gênero, educação sexual e discriminação racial dentro da sala de aula é amplamente defendido pela população brasileira.
Ir para o início
Alguma dica ou sugestão? Encontrou um erro? Clique aqui e compartilhe com a gente!

Tenha Lunetas no seu e-mail