Peça teatral sobre a vida de Malala está disponível on-line

Southbank Centre / Wikimedia/arte Lunetas
  • Publicado em: 02.06.2020
da Redação

“Uma criança, um professor, um livro e um lápis podem mudar o mundo”. A frase é de Malala Yousafzai, a mais jovem vencedora do prêmio Nobel da Paz por sua luta contra a supressão das crianças e jovens e pelo direito de todos à educação.

Para conhecer mais sobre a vida de Malala, pela primeira vez on-line e de forma gratuita, está disponível o espetáculo teatral infantojuvenil “Malala, a menina que queria ir para a escola”. Durante quatro meses (de 30/5 a 30/9), a peça poderá ser acessada pelo público diretamente de suas casas, respeitando as regras de isolamento social, pelo YouTube do Itaú Unibanco.

A peça é uma adaptação para o formato digital do livro-reportagem que narra a viagem da jornalista e escritora Adriana Carranca ao Paquistão, dias depois do atentado à vida de Malala por membros do Talibã. A história inspiradora da ativista paquistanesa e sua defesa pelo direito de meninas à educação é transportada, de forma lúdica, para um quintal brasileiro mágico onde tudo se transforma: peteca vira caneta, balão vira abóbora, tijolo vira cadeira. Uma casa vira escola.

Após sua estreia em outubro de 2018, o espetáculo realizou 83 apresentações nacionais, alcançando 38 mil pessoas. Com a compra dos direitos de exibição on-line pelo Itaú, 22 profissionais envolvidos na peça (autores, diretores, elenco, músicos, editores e produtores) serão diretamente beneficiados, em um momento em que a classe teatral está impossibilitada de trabalhar devido às restrições de eventos.

Editada para o ambiente digital, a peça tem cerca de 50 minutos e é indicada para crianças e adolescentes de todas as idades.

Idealização: Tatiana Quadros
Direção: Renato Carrera
Adaptação: Rafael Souza-Ribeiro
Canções originais: Adriana Calcanhotto

Leia mais

Malala no Brasil: “Não podemos subestimar a força da nossa voz”

História de Malala vira peça infantil sobre a luta pela educação

Aviso

As informações acima são de responsabilidade do organizador do evento e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Tenha Lunetas no seu e-mail