Neném outra vez: Laerte e Maria Rita Kehl lançam livro infantil

Primeira incursão das autoras na literatura infantil, o livro conta a história de um menino enciumado com a chegada do irmão, e então resolve voltar a ser bebê
Divulgação/Boitatá
  • Publicado em: 23.07.2018
por

O selo Boitatá, da editora Boitempo, acaba de lançar o livro “Neném outra vez”, de autoria da cartunista Laerte Coutinho com a psicanalista Maria Rita Kehl.

Primeira parceria das duas, e também primeira incursão na literatura infantil de ambas, a publicação aborda o ciúme entre irmãos de forma sensível e delicada, de forma que as crianças se identifiquem.

No livro, o assunto funciona como pano de fundo para tocar em questões sensíveis, como o amor próprio e a aceitação das mudanças da vida. A obra é recomendada para crianças a partir dos oito anos.

Neném outra vez Você já quis voltar no tempo? Rodrigo tem 8 anos e acabou de ganhar um irmãozinho. Enciumado com todas as atenções voltadas para o novo bebê, ele recebe uma visita inesperada ao brincar de bola sozinho no quintal: uma borboleta que diz ser uma fada e promete realizar desejos. Sem pensar duas vezes, na expectativa de resgatar a atenção dos pais, Rodrigo pede para voltar a ser bebê. Bem, você conhece a máxima: cuidado com o que você deseja, pois seus pedidos podem se tornar realidade.

O tema primeiríssima infância é da maior importância aqui no Lunetas. Por isso, aproveitamos o ensejo do lançamento para falar com as autores sobre bebês.

A partir de uma mesma pergunta – “O que é ser neném para você?” – elas compartilham sua visão sobre o começo da vida e o impacto das primeiras experiências de vida na construção da identidade.

Confira algumas imagens do livro:

O que é ser neném para você?

Confira a resposta das autoras:

“Ser neném mesmo é algo que só o neném sabe – e fica totalmente imerso nesse saber” – Laerte Coutinho

“Ser neném, do ponto de vista de um adulto, sempre carrega alguma nostalgia. Meus pais estariam vivos, claro – e eu seria o centro da vida deles (no meu caso, por um curto período: meu irmão, muito querido aliás, nasceu quando eu tinha 1 ano e dois meses. Nos 3 anos seguintes vieram mais dois…). Minha mãe me adorava. Meus avós estariam vivos, todos os quatro! Minhas avós me contariam histórias. Meu pai dançaria samba comigo pra me fazer dormir”

Minha única preocupação – seria uma preocupação? – era se a próxima mamada seria tão deliciosa como a que acabou de acontecer – Maria Rita Kehl

“Mas… ser neném é depender dos outros para tudo, tudo, tudo, menos para chorar até que os outros apareçam. Pensando bem, deve ser uma chatice. Ainda bem que dura pouco”

Lançamento

Quem quiser conhecer o livro de perto e conversar sobre o tema com as autoras, o lançamento será neste sábado, 28 de julho, das 15h às 18h, na Blooks Livraria, no Shopping Frei Caneca. A participação é gratuita.

O evento vai contar com contação de histórias e sessão de autógrafos com as autoras. Confirme sua presença no Facebook.

Divulgação/Boitatá

O lançamento do livro terá contação de histórias com as autoras, com entrada gratuita.

Sobre as autoras

Aline Arruda/Divulgação Boitatá

Laerte Coutinho e Maria Rita Kehl.

Maria Rita Kehl

Doutora em psicanálise pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), atua desde 1981 como psicanalista em clínica de adultos em São Paulo e, desde 2006, na Escola Nacional Florestan Fernandes (ENFF), do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), em Guararema (SP). Em 2010 recebeu o prêmio Jabuti de melhor livro do ano de não ficção com O tempo e o cão (Boitempo). Este ano lançou Bovarismo brasileiro, também pela Boitempo. Integrou a Comissão Nacional da Verdade.

Laerte Coutinho

Autora de quadrinhos, cartuns e charges. É uma das criadoras da revista Balão (de histórias em quadrinhos) e da Oboré (empresa de assessoria de comunicação para sindicatos). Publicou seu trabalho n’O Pasquim, n’O Bicho, no Estado de S. Paulo, na Folha de S.Paulo e em várias revistas. Criou a série Piratas do Tietê, nome de sua tira diária na Folha de S.Paulo e da revista publicada pela Circo Editorial (de Toninho Mendes, organizador deste volume) durante a década de 1990. Na TV, participou da redação dos programas TV Pirata, TV Colosso e Sai de Baixo, na Rede Globo, e apresentou o programa Transando com Laerte, no Canal Brasil, entre 2015 e 2016. Tem dezenas de livros publicados, ilustrou outros tantos e é um dos maiores nomes da história das artes gráficas no Brasil. Pela Boitempo, publicou Modelo vivo (2016).

Saiba mais sobre o livro “Neném outra vez“.

Resumo

No livro, o menino Rodrigo fica enciumado com a chegada do irmãozinho. Então, ele resolve pedir para voltar a ser bebê. A partir daí, o livro discute o que é afinal, 'ser neném'. Aproveitamos para perguntar às autoras o que é ser neném para elas. Confira!
Ir para o início
Alguma dica ou sugestão? Encontrou um erro? Clique aqui e compartilhe com a gente!

Tenha Lunetas no seu e-mail

Últimos posts