Arrasta-pezinho: 18 músicas de forró para crianças

Do xote ao baião, uma seleção de músicas para dançar e cantar com os pequenos
iStock/Arte Lunetas
  • Publicado em: 15.06.2018
  • Atualização: 11.08.2022
da Redação

Milho, paçoca, pipoca, frio e muito forró: junho chega com suas festas tradicionais da época, repletas de baiões, xotes e xaxados para todo mundo dançar e cantar, mesmo que dentro de casa. Ao levar referências e canções de forró para crianças, os pequenos podem conhecer diversas histórias da cultura popular nordestina, além de aperfeiçoarem o repertório cultural através da dança e do movimento.

O baião, um dos ritmos mais populares do guarda-chuva do forró, é explicado pelo pesquisador Evan Alexander Megaro:

“O baião é um gênero musical originário do Nordeste do Brasil, influenciado pelas danças folclóricas africanas lundu, coco, calango e batuque, que chegaram ao país no século XVI. Musicalmente, o baião exibiu traços do tango brasileiro, do maracatu, do cateretê e do coco. O termo ‘baião’, originalmente ‘baiano’, referia‐se a uma dança de roda com desafios vocais improvisados. Era comum a presença de um violão, juntamente com o canto.”

(Fonte: “A presença do baião na música erudita brasileira para piano”, dissertação de mestrado apresentada na Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro)

Para fazer seu próprio arraial em casa, o Lunetas selecionou 18 canções para um ‘arrasta-pezinho’ com os pequenos. A seleção conta com clássicos da música nordestina e composições de autores consagrados como Jackson do Pandeiro, Luiz Gonzaga, Anastácia, entre outros.

Forró para crianças: arrasta os móveis e dá o play!

  • “Asa Branca” – Luiz Gonzaga

“Até mesmo a asa branca
Bateu asas do sertão
Entonce eu disse, adeus Rosinha
Guarda contigo meu coração”

 

  • “Esperando na janela” – Gilberto Gil (composição de Targino Gondim)

“Por isso eu vou na casa dela ai ai
Falar do meu amor pra ela vai
‘Tá me esperando na janela ai ai
Não sei se vou me segurar”

  • “Cajueiro” – Jackson do Pandeiro e Raimundo Baima

“Cajueiro, êê, cajueiro ê-á
Cajueiro pequenino
Todo enfeitado de flor
Eu também sou pequenino
Carregadinho de amor”

  • “Quadro negro” – Jackson do Pandeiro e Rosil Cavalcanti

“Estudei com a dona Filomena
Professora da Vila Tacauã
Lá no quadro negro de manhã
Escrevia a lição pra se estudar
E depois começava a se arrumar”

  • “Tum, Tum, Tum” – Jackson do Pandeiro

“No tempo que eu era só
Que não tinha amor nenhum
Meu coração batia mansinho
Tum, tum, tum
Depois veio você
O meu amor, o número 1
E o meu coração
Pôs-se a bater
Tum, tum, tum”

  • “Itabaiana” – Cátia de França

“Rompe o dia num estalo
Hoje é dia de sábado
Dia bom pra se vender
Vamos brincar de partilhar
Itabaiana colorida
vive o seu dia de feira
de rendas toda enfeitada”

  • “A Feira de Caruaru” – Luiz Gonzaga (composição de Onildo Almeida)

“A Feira de Caruaru
Faz gosto a gente vê
De tudo que há no mundo
Nela tem pra vendê”

  • “Petrolina Juazeiro” – Trio Nordestino (composição de Jorge de Altinho)

“Hoje me lembro que no tempo de criança
Esquisito era a carranca e o apito do trem
Mas achava lindo quando a ponte levantava
E o vapor passava no gostoso vai e vem
Petrolina, Juazeiro
Juazeiro, Petrolina
Todas duas eu acho uma coisa linda
Eu gosto de Juazeiro e adoro Petrolina”

  • “Festa do Interior” – Gal Costa (composição de Moraes Moreira e Abel Silva)

“Fagulhas, pontas de agulhas
Brilham estrelas de São João
Babados, xotes e xaxados
Seguram as pontas meu coração”

  • “Forró das Crianças” – Luiz Gonzaga

“Chega gente
Dá de garra nessa dança
Que é forró para as crianças
E a alegria vai jorrar”

  • “Forró Lunar” – Alceu Valença

“Eu vou pra Olinda
Viver de amor e sonhar
Ouvir Dona Selma cantar
No Forró Lunar”

  • “Óia eu aqui de novo” – Luiz Gonzaga (composição de Antônio de Barros)

“Óia eu aqui de novo, xaxando
Óia eu aqui de novo, para xaxar
Vou mostrar pr’esses cabras
Que eu ainda dou no couro
Isso é um desaforo
Que eu não posso levá”

  • “Vendedor de Caranguejo” – Dominguinhos

“Caranguejo Uçá
Caranguejo Uçá
Apanho ele na lama
e boto no meu caçuá”

  • “Maracatu êta” – Trio Nordestino (composição de J. B. Aquino)

“Maracatu ê, maracatu a
Eu quero vê, vou lhe trazer
Pois quero ver, você de novo
Junto com meu povo
E com meu povo balançar”

  • “Coco do Norte” – Jackson do Pandeiro (composição de Rosil Cavalcanti)

“Tem coco praieiro na terra batida
Que é dança querida na beira do mar
O vento a soprar, a onda quebrando
A lua espiando com satisfação
Isso assim é coco, nunca foi baião”

  • “Eu quero ver você dizer que eu sou ruim” – Alceu Valença

“Esfrio a água pra matar a sua sede
Eu armo a rede pra lhe dá um cafuné
Dou banho de cheiro dou toalha e sabonete
E quero ouvir você dizer que bem me quer”

  • “Olha pro céu” – Luiz Gonzaga

“Olha pro céu, meu amor
Vê como ele está lindo
Olha praquele balão multicor
Como no céu vai sumindo”

  • “Forró do Rei” – Trio Virgulino

“Eu vou cantar um canto de paz e amor
Toco forró do jeito que o rei mandou
Pego a tristeza e reboco para bem longe daqui
Pego a sanfona e toco um forró alegre pra ti”

Resumo

Para fazer o próprio arraial em casa, o Lunetas preparou uma playlist com várias referências do forró para crianças. Arrasta os móveis e dá o play!
Ir para o início
Alguma dica ou sugestão? Encontrou um erro? Clique aqui e compartilhe com a gente!

Tenha Lunetas no seu e-mail

Últimos posts