iStock/Arte Lunetas
  • Publicado em: 26.07.2022

Em uma sala de aula do 6º ano em Caçador (SC), o estudante Henrique Baldissera só interagia com Dayane Ebert, intérprete de Língua Brasileira de Sinais, porque seus colegas não sabiam Libras. Tudo mudou quando Dayane começou a ensinar Libras para a turma. Dessa troca, surgiu o “Librando”, um jogo de cartas voltado para o aprendizado de Libras e língua portuguesa.

Desenvolvido por Dayane, Henrique e pelos educadores Néllik Annie da Silva e Gabriel José Dalcortivo, o “Librando” consiste em desafiar a turma a fazer sinais em Libras e soletrá-los por meio do alfabeto manual (datilologia), palavras ou imagens sorteadas. Caso seja tirada uma carta coringa, a sorte brilha e a criança ganha a ajuda de Henrique. Vence o grupo que fizer o sinal e soletrar corretamente mais vezes. 

“Todos ganham, porque os estudantes sem deficiência aprendem a conviver, respeitar e reconhecer limitações e potências em todos os seres humanos. A inclusão é possível quando a escola inteira se mobiliza” – Néllik

O jogo fez tanto sucesso com a turma que, em seguida, Néllik e Henrique criaram o PortoLibras, um jogo similar, mas que promove a construção de frases completas a partir de palavras soltas. A turma também criou e espalhou pela escola placas com o sinal e a datilologia de espaços como banheiros, sala de professores e secretaria, para que todos tivessem mais acesso à Libras, além de terem aulas de Libras uma vez por semana e utilizarem os materiais pedagógicos para incrementar o aprendizado. 

O “Librando” é resultado da formação “Materiais Pedagógicos Acessíveis” de 2021, realizado pelo Instituto Rodrigo Mendes e parceiros. Os objetivos da formação são criar materiais que contenham recursos de acessibilidade e tecnologias pautados pelo Desenho Universal para a Aprendizagem (DUA) e a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), para possibilitar a aprendizagem dos estudantes, com e sem deficiência, e realizar uma educação inclusiva na prática. 

Leia mais

Educadores criam materiais pedagógicos acessíveis na pandemia

Resumo

No “Librando”, cartas diversas auxiliam no aprendizado de Libras por meio da brincadeira. O material foi criado por alunos e educadores do 6º ano.
Ir para o início
Alguma dica ou sugestão? Encontrou um erro? Clique aqui e compartilhe com a gente!

Tenha Lunetas no seu e-mail

Últimos posts