‘Jardim das brincadeiras’: o brincar que começa no quintal

Educador traz possibilidades de brincadeiras e outras atividades para as crianças a partir do jardim de casa
iStock/Arte Lunetas
  • Publicado em: 09.03.2022
da Redação

“O que é um jardim? O que é brincar? Será que o jardim já foi brincadeira na sua vida?” Esses e outros questionamentos abrem o livro “Jardim das brincadeiras – Uma estratégia lúdica para a educação ecológica”. Produzido pelo educador Guilherme Blauth, a obra convida as crianças a uma proposta simples e valiosa: brincar e se encantar com a natureza e seus brinquedos.

Brincar conecta o ser humano com sua essência, com a possibilidade da criação. Brincar é uma característica primordial da humanidade. Brincar é um encontro com o humor, com o impossível e o invisível, com o corpo.

O brincar está em todo lugar

No prefácio “pré-lúdico”, “Jardim das brincadeiras” introduz perguntas referentes ao brincar, à natureza e ao brincar na natureza, guiando o leitor para a experiência proposta pelo livro. Na seção “Brincadeiras”, é exposto o processo de criação do livro, que começou no jardim, passou por instrumentos e roupas com folhas, até chegar à importância do criar no processo lúdico.

“A vida faz a brincadeira brilhar”

Brincadeiras do ar, terra, água, fogo, bonecos, bichos e monstros ganham espaço na narrativa. Petecas, tobogãs, gotas de água e tochas são só alguns dos instrumentos utilizados para criar um espaço para a criança brincar em harmonia com a natureza.

Chegando no fim do jardim

Após a apresentação de diversas brincadeiras da natureza, sejam elas elementais ou voltadas a insetos ou animais, “Jardim das brincadeiras” convida os pequenos a criarem seus próprios jardins. Começando com pouco – pequenas mudas e sementes -, as crianças já têm a possibilidade de mudar seus ambientes e acumular um repertório de ideias para brincar.

A obra também oferece dicas para educadores e pais auxiliarem as crianças a colocarem seus projetos no mundo e brincarem em parques e/ou lugares ao ar livre, próximos da escola ou de casa. 

“Jardim das brincadeiras”, Guilherme Blauth e Hatsi Rio Apa (edição própria do autor) Você brinca? Alguma planta é sua amiga de infância? Com questionamentos sobre o cotidiano na natureza e dicas para brincar nos mais variados jardins, o educador Guilherme Blauth convida as crianças para brincar com as coisas que nos cercam. Folhas, cipós, sementes e flores escondem a potência de  virarem brincadeiras, passando pelo fogo, ar, água e terra – principalmente terra. “Sem vencedores, podemos experimentar brincar juntos”. Afinal, toda brincadeira é cooperativa e estimula a cultura de paz, abundância e alegria.

“Plantar um jardim dissemina sementes e ideais. Que surjam muitos outros brinquedos e brincadeiras e que sejam vivenciados por crianças de todo o mundo”

O educador mantém dois projetos no Instagram: Jardim das brincadeiras, onde as possibilidades do livro são mostradas no dia a dia; e Quintais brincantes, movimento que propõe práticas educativas brasileiras amparadas pelo brincar livre e a natureza.

Leia mais

15 ideias de brincadeiras para fazer com elementos da natureza

Resumo

Livro “Jardim das brincadeiras” ensina brincadeiras com elementos do jardim: o lúdico pode estar em folhas, flores, gotas ou cipós e pronto para ser explorado pelas crianças.
Ir para o início
Alguma dica ou sugestão? Encontrou um erro? Clique aqui e compartilhe com a gente!

Tenha Lunetas no seu e-mail