Carregando...

Guimarães Rosa inspira ‘Bubuia’, espetáculo sensorial para bebês

  • Espetáculo infantil "Bubuia"

  • Sesc Avenida Paulista

    Av. Paulista, 119 - Bela Vista, São Paulo - SP - Ver Mapa

  • De R$ 6 a R$ 20. Gratuito até 12 anos

  • Saiba mais
Bubuia - Coletivo Antônia
  • Publicado em: 10.06.2019
da Redação

“A terceira margem do rio” é um dos textos mais conhecidos da literatura brasileira. Escrito por Guimarães Rosa, o conto faz parte do livro Primeiras Estórias, e ganhou versões em diversos formatos e linguagens, como o livro infantil “Rosa”, de Odilon Moraes.

Agora, é a vez deste clássico ganhar os palcos para o público infantil, e o melhor: para bebês. O espetáculo infantil “Bubuia“, de autoria do coletivo Antônia, que pesquisa teatro para a primeira infância, em parceria com o grupo Instrumento de Ver, é livremente inspirado no conto de Guimarães Rosa. Considerando que a quantidade de peças voltadas especificamente para os pequeninos é menor, uma produção com essa é um presente.

Programe-se! As apresentações de “Bubuia” acontecem nos dias 20, 21 e 22 de junho (quinta, sexta e sábado), em dois horários – às 15h e às 17h -, no Sesc Avenida Paulista. Os ingressos são gratuitos para bebês e crianças e até doze anos. Para os demais, a entrada é R$ 6 (associados do Sesc), R$ 10 (meia-entrada) e R$ 20. A classificação etária é livre.

O conto original conta a história de um homem, pai de família, que resolve ir morar dentro de uma canoa no meio do rio. Como se trata de uma livre adaptação, a história aqui não é literal e nem contém todos os elementos de Rosa. Ao contrário: o espetáculo deixa lacunas para as crianças preencherem com a imaginação e com a percepção sensorial. Para se conectar de perto com o público, as atrizes dão cambalhotas e engatinham no palco, praticando movimentos familiares aos bebês.

“Uma das principais provocações do espetáculo é a de que não existem barreiras temáticas para se fazer arte para bebês”, diz uma das atrizes, Cirila Targhetta, que integra o elenco ao lado de Kamala Ramers e Tatiana Bittar. A direção artística é de Beatrice Martins, Daniel Lacourt e Julia Henning.

“A montagem apresenta elementos que instigam a imaginação e a percepção sensorial das crianças. Baldes e bacias de água são dispostos no palco, que fica no mesmo nível dos pequenos espectadores. Bexigas brancas são enchidas e esvaziadas pelo elenco. Um barquinho navega no ar, e não nas águas.”, diz a descrição da peça.

Leia também:

Peça infantil traz texto de Clarice Lispector para crianças

Aviso

As informações acima são de responsabilidade do organizador do evento e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Tenha Lunetas no seu e-mail ou WhatsApp