Carregando...

Manual orienta escolas e pediatras sobre benefícios da natureza

A publicação descreve como a natureza (e o livre brincar neste cenário) melhora todos os marcos mais importantes de uma infância saudável
crianca-natureza
  • Publicado em: 14.06.2019
da Redação

Com o objetivo de contribuir por infâncias mais ricas em natureza, o programa Criança e Natureza, do Instituto Alana, por meio de uma parceria  com a Sociedade Brasileira de Pediatria, acaba de lançar o Manual de Orientação sobre os Benefícios da Natureza no Desenvolvimento de Crianças e Adolescentes.

Clique aqui para baixar o manual

Daniel Becker, Dirceu Solé, Emmalie Ting, Evelyn Eisenstein, José Martins Filho, Laís Fleury, Luciana Rodrigues Silva, Maria Isabel Amando de Barros, Ricardo Ghelman e Virginia Resende Silva Weffort são os autores dos textos. O material contém orientações para pediatras, educadores e escola, famílias e para crianças e adolescentes.

Os efeitos da urbanização, entre eles o distanciamento da natureza, a redução das áreas naturais, a poluição ambiental e a falta de segurança e qualidade dos espaços públicos ao ar livre nos levam – adultos, jovens e crianças – a passar a maior parte do tempo em ambientes fechados e isolados. Esse cenário traz um ônus muito alto para o desenvolvimento saudável das crianças e adolescentes e, consequentemente, para a saúde do planeta, pois – já é tempo de reconhecer – o bem-estar das crianças e jovens e a saúde da Terra são interdependentes.

Em relação às dinâmicas familiares, nota-se que, apesar da sua multidimensionalidade, ou seja, da diversidade que caracteriza as famílias e infâncias brasileiras, as pressões do dia a dia deixam pouco tempo para o convívio e o lazer, e que este está cada vez menos direcionado para atividades a céu aberto. Com isso, as crianças perdem chances valiosas de correr e brincar em liberdade ao ar livre, e os adolescentes veem suas opções de convívio social se restringirem a ambientes fechados

Orientações para famílias

  • Converse com o médico pediatra ou outro profissional de confiança sobre como ajudá-lo/orientá-lo a proporcionar uma vida ativa ao ar livre para seu filho. Tire suas dúvidas, peça explicações a respeito dos benefícios do contato com a natureza;
  • Guarde algum tempo – ao menos uma hora por dia – para que ele possa brincar ao lado de fora com liberdade e autonomia;
  • Dê preferência ao transporte público. Andar a pé ou usar transporte público trazem inúmeros benefícios como atividade física, conexão com os territórios, senso de pertencimento e vínculos afetivos;
  • Se a praça ou o parque mais próximo da sua casa está abandonado, mal cuidado e pouco atraente para o uso, envolva-se com a sua revitalização com a ajuda da vizinhança ou da prefeitura;
  • Sirva de exemplo, vá para fora de casa. Reserve tempo nos finais de semana para atividades ao ar livre com seu filho. Pode ser um simples passeio no parque, na praça, uma brincadeira com bola ou uma volta de bicicleta;
  • Monte um pequeno kit para levar nos passeios em família com a intenção de ajudar a criança a explorar ainda mais aquilo que despertou seu interesse;
  • Convide outras famílias ou crianças para passarem tempo ao ar livre em atividades de lazer;
  • Leve a flora e a fauna para a vida da sua família. Tenha animais domésticos e plantas em casa;
  • Conte ao seu filho histórias sobre a sua infância, as brincadeiras que fizeram parte dela e o papel das áreas naturais e dos espaços abertos nesse período da sua vida;
  • Ofereça livros e revistas sobre a natureza ao seu filho, especialmente aqueles que contenham respostas pertinentes para suas indagações sobre como funciona o mundo natural;
  • Não existe clima ruim, só roupas impróprias. Encoraje seu filho a interagir com o ambiente natural em todas as condições climáticas.
  • Aprenda a avaliar as habilidades do seu filho em assumir riscos durante o brincar não estruturado em ambientes ao ar livre, e ajude-o a perceber as consequências do que ainda não é capaz de fazer;
  • Nas férias em família, dê preferência para visitas a áreas naturais como parques nacionais e estaduais;
  • Planeje festas de aniversário ao ar livre;
  • A vida ao ar livre é um dos melhores antídotos contra a intoxicação digital;
  • Converse com a escola do seu filho sobre as oportunidades oferecidas aos alunos de brincar e aprender na natureza.

Leia também

Richard Louv: ‘Pediatras estão começando a prescrever natureza’

Resumo

O programa Criança e Natureza em parceria com a Sociedade Brasileira de Pediatria, acaba de lançar o "Manual de Orientação sobre os Benefícios da Natureza no Desenvolvimento de Crianças e Adolescentes". É só baixar gratuitamente!
Ir para o início
Alguma dica ou sugestão? Encontrou um erro? Clique aqui e compartilhe com a gente!

Tenha Lunetas no seu e-mail ou WhatsApp