Carregando...

‘Não era você que eu esperava’, diz pai em livro autobiográfico

E quando a criança não nasce dentro dos padrões socialmente aceitos como "normais"? O livro acompanha a jornada de um pai na descoberta de seus próprios medos
Paternidade atípica iStock
  • Publicado em: 24.04.2017
  • Atualização: 07.08.2018
da Redação

É comum – muitas vezes, até inevitável – que os pais idealizem a chegada de um filho. Com quem ele vai se parecer, de que cor serão seus olhos, que esporte ele vai gostar de praticar. No entanto, não há nada menos passível de controle do que a vida de uma criança.

É deste dilema que trata o livro “Não era você que eu esperava” (título original “Ce n’est pas toi que j’attendais”, 2014), do autor francês Fabien Toulmé, que acaba de chegar ao Brasil pela editora Nemo, do Grupo Autêntica.

Autobiográfico, o livro conta por meio de quadrinhos cheios de lirismo e sensibilidade realista, o encontro inesperado de um pai com a condição genética da filha, que nasceu com Síndrome de Down. A pequena Julia, filha de Toulmé com a brasileira Patrícia (alguns trechos do livro se passam no Brasil, onde o casal se conheceu), tem hoje oito anos.

Desde o nascimento até o diagnóstico definitivo, pai e mãe enfrentam a assimilação de uma nova e não planejada realidade. “É como uma tempestade, um furação”, diz a sinopse.

A história acompanha os sentimentos que permeiam a vida de uma família recém-nascida diante do novo: da raiva à rejeição, culminando na construção de um amor sólido e incondicional.

A descoberta gradual do amor paterno, em uma das sequências mais emocionantes do livro.

Um livro para lidar com o medo imperfeição e – tanto para quem a vivencia quanto para quem defende a inclusão – aceitar a diferença como parte inevitável de ser humano.

Para ter um gostinho de como é essa história por dentro, assista abaixo ao teaser do livro, ou clique aqui para saber mais sobre a publicação.

Resumo

"Não era você que eu esperava. Mas estou feliz por você ter vindo". O livro narra a relação do escritor Fabien Toulmé com a filha, que tem Síndrome de Down.
Ir para o início
Alguma dica ou sugestão? Encontrou um erro? Clique aqui e compartilhe com a gente!

Tenha Lunetas no seu e-mail ou WhatsApp