Carregando...

Férias: 9 mães e pais dão dicas para aproveitar sem consumismo

Experiências de como aproveitar o mês das férias gastando pouco e longe da publicidade
Ferias-sem-consumismo Unsplash
  • Publicado em: 05.07.2018
  • Atualização: 09.08.2018
por

Julho chegou e dois movimentos acontecem simultaneamente: mães, pais e responsáveis começam a se perguntar qual será a programação infantil e as empresas começam um bombardeio de publicidade para transformar este momento de lazer oportunidades para incentivar o consumismo. Mas, férias livres de consumismo são possíveis!!

Para te ajudar a pensar em como, o Criança e Consumo, programa do Instituto Alana, pediu dicas para mães e pais. Vamos?

Thiago Queiroz Uma coisa ótima para fazer com os filhos durante as férias são experiências na cozinha. É ótimo envolver as crianças para fazer lanches novos, com receitas que nunca tentamos, como biscoito, pão de queijo e bolo. Eu adoro ver o brilho de orgulho nos olhos deles quando vão levar suas “criações” para a mãe provar!
Criador do site Paizinho, Vírgula! e autor do livro Abrace Seu Filho.
Carla Cavallieri Eu gosto de fazer um lanche legal, passar a mão em uma canga e ir para a praça com as meninas. Lá nós conversamos, eu ensino as brincadeiras que fizeram parte da minha infância, principalmente amarelinha. Como eu procuro educar as meninas de forma afrocentrada, estas tardes nos fortalecem. Eu conto as histórias das avós, bisavós e etc. Elas me contam situações da escolas. Fortalecer vínculos e conscientizá-las da ancestralidade delas é uma atividade importante para nós.
 Negra, ativista, mãe de três, historiadora e pesquisadora do recorte maternidade negra, e criadora do site Nana Maternidade Preta
Bel Coelho Prepare uma receita com as crianças! Indico cookies de cacau e castanha do Pará. Ingredientes: 2 xícaras de manteiga, 2 xícaras de açúcar, 2 xícaras de açúcar mascavo, 4 ovos, 2 colheres de chá de essência de baunilha, 4 xícaras de farinha de trigo, 4 xícaras de farinha de aveia fina, uma colher de chá de sal, 2 colheres de chá de fermento em pó, 2 colheres de chá de bicarbonato em pó,  800 gramas de chocolate em pó e 3 xícaras de Castanha do Pará. Modo de preparo: Bata a manteiga até ficar cremosa. Acrescente os dois tipos de açúcar. Adicione os ovos e a baunilha. Junte a farinha de trigo, a farinha de aveia, o sal, o fermento e o bicarbonato. Misture tudo. Acrescente o chocolate e a castanha do Pará. Misture bem. Enrole a massa na mão formando bolinhas e coloque em uma assadeira untada a 5 cm de distância umas das outras. Asse em forno médio (190º) durante 6 a 10 minutos.
 
Chefe de cozinha do restaurante Clandestino, mãe de duas crianças.
Rodrigo Bueno Eu curto muito pintar com minhas filhas. A gente tem uma bobina de papel sulfite e, de vez em quando, a gente pinta junto grandes painéis no chão. Às vezes elas deitam e eu contorno com giz de cera o corpo delas. É um barato ver o tamanho delas por esses contornos. E a gente pinta dentro e fora. Desenha olho, boca e coração no peito das silhuetas. Usamos muitas cores vivas e, ao final, temos uma obra coletiva, pintada a seis mãos. Depois de seco, a gente pendura na parede e fica olhando e viajando. Depois, quando chega a hora de trocar de desenho, usamos esse papel para outras coisas, como papel de embrulho ou presente.
 Designer gráfico e trabalha com ilustrações e quadrinhos. Criou a página Diário Ilustrado da Paternidade, em que conta sua experiência como pai de duas meninas.
Mariana Sá Uma das coisas que mais gosto de fazer com as crianças nas férias é passear na nossa própria cidade como se fôssemos turistas. Apenas estar em bairros mais turísticos da cidade já é uma boa diversão: adoramos andar pelas ruas e nos deixar surpreender por grafites, galerias, sebos, parquinhos e comidinhas de rua.
 Mãe de Alice e Arthur, é publicitária, mestra em políticas públicas e ativista pela proteção das crianças. Uma das fundadoras do Movimento Infância Livre de Consumismo.
Renata Meirelles Uma boa dica para as férias é a brincadeira da pista. As regras são simples: desenhar no chão uma pista com curvas, retas e pontes, aleatoriamente. Cada dia a pista muda de desenho, segue novos caminhos. O desenho pode variar, mas as regras não variam. Cada jogador tem o direito de dar três petelecadas por jogada em uma tampinha de garrafa estacionada na pista. Ao cair nos trechos marcados por um quadrado com um “X” (“bombas”), desenhados aleatoriamente ao longo da pista, o jogador deve retornar ao início. Caso a tampinha saia das dimensões da pista, o jogador também deve voltar para o início. Deve-se desenhar também um quadrado com o número 10 dentro. Ao cair nesse quadrado, o jogador ganha 10 vidas, ou seja, terá o direito a dar 10 petelecadas. Além disso, caso o jogador erre enquanto estiver usando suas 10 chances, não precisará retornar ao início da pista e sim ao quadrado com o número 10.Os obstáculos que devem ser evitados durante o percurso são: bombas – quadrado com um “X” dentro, buraco negro – um furo no chão e sair dos limites da pista. Cair nesse obstáculos significa voltar ao início do jogo. Além desses obstáculos, há também rampas – monte de areia elevada que dificulta a jogada e curvas acentuadas. O vencedor é aquele que chegar primeiro ao término da pista batendo sua tampinha na telha. No site do Território do Brincar há muitas outras ideias!
 
Educadora e coordenadora do programa Território do Brincar
Charô Nunes Sou triatleta amadora e fazer algumas das modalidades com minha filha é muito encorajador. Hoje mesmo minha filha me disse que preciso voltar a correr e me incentivou a fazer isso começando com um treino bem facinho. Dá para fazer atividade física junto! Tudo pra gente é motivo de alegria e dá muito bem para correr, nadar ou pedalar sem gastar nada.
 Mulher preta e indígena, mãe de uma menina negra alegre e cheia de amigos, que está em processo de alfabetização. Também é arquiteta, comunicadora e feminista. Coordena o Blogueiras Negras.
Dani Perle, Gheisa Victorino e Fernanda Tavares As férias são uma ótima oportunidade para tirar os pequenos de casa e deixá-los explorar os espaços verdes! Não custa nada, só precisa de tempo e presença. Pra quem está na Grande São Paulo, nós temos dicas de nossos cantinhos preferidos, inspirações e atividades para as crianças nos espaços abertos utilizando elementos naturais e não estruturados em nosso Instagram. 
Entusiastas da educação ao ar livre. Para resgatar o encantamento das crianças ao interagir com o natural e, assim, alimentar a curiosidade dos pequenos, mantêm o perfil Mambaia no Instagram.
Helio Gomes Vale buscar uma atividade gratuita, das muitas que as cidades oferecem. Em São Paulo, por exemplo, uma excelente pedida é a programação de Férias do Instituto Butantan. Quero muito levar a minha filha porque dão a oportunidade de as crianças tocarem em algumas das cobras do Instituto. Para fechar o dia de maneira excelente, leve na mochila uma toalha para estender no chão de uma praça. Na Universidade de São Paulo há a Praça do Relógio. Com algumas frutas e uma bola, aproveite o espaço ao ar livre curtindo o sol do fim do dia.
 Teve a vida revirada ao avesso, da melhor forma possível, quando sua filha nasceu. Participa dos podcasts Balaio de Pais e AfroPai.

 

Resumo

Chegou o mês das férias! Com as crianças em casa, normalmente o consumo aumenta. Mas é possível aproveitar esse período com os pequenos de uma maneira divertida, sem gastar muito. O Criança e Consumo convidou nove famílias para dar algumas dicas. Confira!
Ir para o início
Alguma dica ou sugestão? Encontrou um erro? Clique aqui e compartilhe com a gente!

Tenha Lunetas no seu e-mail ou WhatsApp