Carregando...

Separação: é possível viver um divórcio e ter filhos felizes

Entenda o cuidado que os pais precisam ter em conduzir situações como essas para que isso não atinja diretamente os filhos
Divórcop istock
  • Publicado em: 01.10.2018
por

A separação, o divórcio e os conflitos entre casais são assuntos cada vez mais presentes nos dias de hoje. Neste vídeo, o pediatra Daniel Becker fala sobre os cuidados que os pais precisam ter ao conduzir situações de separação para que isso não atinja diretamente as crianças de maneira negativa.

Segundo o pediatra, é perfeitamente possível separar e ter filhos felizes. “Basta que essa separação seja uma separação bem resolvida em que as crianças não sejam atingidas pelos conflitos do casal”, afirma.

Para isso, ele recomenda que os pais não permitam que essas crianças sejam atingidas pelos conflitos do casal: “A regra de ouro é não permitir que a criança seja usada para agredir o cônjuge e não falar mal do outro diante da criança”.

Precisamos muito tomar muito cuidado com as violências

“É muito importante ter este bom senso e jamais descontar a raiva que temos do outro nossos filhos”. Ele explica que é muito nocivo para psique a criança ouvir um pai ou mãe falando mal um do outro para o filho.

Sim, toda separação é dolorida, é um luto que a família vive. Mas ele defende que, desde que as famílias consigam fazer um divórcio ou separação de forma harmoniosa e com diálogo, as crianças podem ser perfeitamente felizes.

Assista ao vídeo!

Resumo

Basta que essa separação seja uma separação bem resolvida em que as crianças não sejam atingidas pelos conflitos do casal", afirma o pediatra Daniel Becker.
Ir para o início
Alguma dica ou sugestão? Encontrou um erro? Clique aqui e compartilhe com a gente!

Tenha Lunetas no seu e-mail ou WhatsApp