Carregando...

15 livros infantis para celebrar a relação de avós e netos

Se a sabedoria popular está certa quando diz que avós são pais e mães com açúcar, esses livros são pura doçura
Livros infantis que celebram a relação de avós e netos
  • Publicado em: 26.07.2017
  • Atualização: 15.07.2018

Aqueles que cuidam, que cozinham, que acarinham, que contam histórias e acolhem: seja qual for o aspecto que marca a presença, ou marcou a passagem, dos avós em uma vida, o afeto e a presença são recorrentes em muitas famílias.

Para celebrar essa relação, nosso parceiro A Taba selecionou mais de 20 livros que expressam a riqueza do encontro entre gerações e trazem textos sensíveis, repletos de humor e delicadeza.

Confira uma seleção de 15 deles!

“Sopa”, de Raquel Cané Por meio de belíssimas ilustrações e de um texto delicado e poético esse livro nos apresenta a pureza das lembranças da infância e da relação que se tem com uma avó. Sopa nos faz viajar pela memória e relembrar cheiros e sensações que nos enchem de felicidade. O livro ainda trás uma receita simples de sopa de abóbora. A este livro só falta acrescentar: ler e saborear com amor.
“Mari e as coisas da vida”, de Tine Mortier e Kaatje Vermeire Mari nunca tem receio de dizer o que está pensando, o que deseja fazer nem o que está sentindo. Sua avó é como ela, e ambas compartilham muitos segredos. Quando a avó adoece e perde a capacidade de se mover e de se expressar, Mari é a única pessoa capaz de compreendê-la. O leitor acompanha a história pelos olhos de Mari, vivenciando suas inquietações e seus pensamentos por meio de uma linguagem poética, sem rodeios e bem-humorada.
“Vovô verde”, de Lane Smith Ele nasceu antes dos computadores, celulares e até da televisão. Quando menino, ajudava na fazenda e lia histórias de jardins secretos, mágicos e marias-fumaças. Depois, já crescido, foi obrigado a ser soldado, e durante a guerra conheceu a sua esposa, com quem teve filhos, netos e bisnetos. Hoje, o vovô verde, além de velhinho, é um jardineiro apaixonado. E, como anda um pouco esquecido, é nas plantas que guarda as suas histórias mais especiais… Neste livro, Lane Smith examina o envelhecimento, a memória e os laços afetivos que unem os familiares a partir de uma narrativa delicada e de ilustrações sensíveis e intensas como as próprias lembranças.
“Minha avó, sua avó”, de Florence Noiville Um livro para ser compartilhado entre avós e netos. Assim pode ser definido o delicioso Minha avó, sua avó, lançamento da Cosac Naify. Escrito pela francesa Florence Noiville em homenagem a Madeleine, a avó da autora, a obra traz, além de uma breve biografia da avó dela, diferentes propostas de atividades para os pequenos leitores resgatarem a história de suas avós.
“A avó adormecida”, de Roberto Parmegiani e João Vaz de Carvalho Este livro fala de um menino e de sua avó. Este livro fala de se esquecer e de se lembrar, de estar e de partir. Este livro fala de pães e pipas, de sopa de flores e de convite para ir à Lua. Este livro fala também da história de um amor. Um amor tão imenso que é capaz de fazer uma criança desaparecer dentro dele! Não acredita? Leia para crer!
“O caderno da avó Clara”, de Susana Ventura e Carla Irusta Múltiplos flashes reflexivos compõem a narrativa de Mari, uma adolescente de 13 anos, deixada com o pai — a quem pouco conhecia —, quando a mãe vai realizar parte de seus estudos acadêmicos na Itália. Durante os seis meses que fica na cidade de Brodowsky — onde o pai vivia — surpreendentes encontros levam a garota a travar uma aventura sensível, intelectiva e também estética com o mundo da arte e da própria vida. A descoberta de um caderno da avó paterna torna- se núcleo de uma das mais interessantes vivências
“O anjo da guarda do vovô”, de Juta Bauer A premiada autora e ilustradora alemã Jutta Bauer trata neste livro de um assunto delicado: a morte vista sob um olhar que nos educa para a vida. Um garoto escuta as aventuras do avô – agora numa cama de hospital -, mas o que o neto nem imagina (e que só os desenhos mostram) é que em todas as situações de perigo havia um anjo zelando por ele. A cada página, o leitor se emociona com a sutileza das ilustrações perpassadas por um humor fino, com a poesia que se infiltra nos assuntos mais espinhosos.
“Avós”, de Chema Heras e Rosa Osuna Avós é um livro que apresenta um casal da forma muito delicada e sensível. Traz, sem dúvida, um novo olhar para os avós, para os velhos, para a terceira idade. O que importa como chamamos? O que importa é como vemos.
“A nova vovó”, de Elisabeth Steinkellner e Michael Roher A vovó de Fini mudou; sua adorada independência ficou no passado: ela não consegue mais fazer as coisas sozinha. Por isso. se mudou para a casa da neta. Mas se adaptar à nova rotina não está sendo fácil para ninguém na família… Até que Agatha é contratada para ajudar. E todos entendem que mesmo um pouco diferente da antiga. a nova vovó também precisa de respeito. Solidariedade. paciência e dedicação são costuradas com lirismo nesta bela e comovente história sobre envelhecimento. família e amizade.
“Colo de avó”, de Roseana Murray e Elisabeth Teixeira Tem avó que a gente conhece, tem avó que a gente não chega a conhecer. Tem avó de sangue, tem avó por adoção. De um jeito ou de outro, nossas avós estão sempre com a gente: é delas que vem nosso jeito especial ou aquele ditado que ninguém da família esquece. Neste livro, a autora e a ilustradora fazem uma divertida e poética homenagem a todos os tipos de avós!
“Café da manhã”, de Micaela Chirif  Vovó prepara o café da manhã na casa na praia, como de costume. Ela gosta da rotina da manhã: levantar cedo, fazer o suco, escolher as frutas e a geleia, ver os ovos fritando e arrumar bem a mesa. Mas nunca está sozinha: seres inusitados, que vão de uma sereia a um mergulhador, de piratas a um leão-marinho de chapéu, a acompanham em cada uma dessas atividades, enchendo seu cotidiano de fantasia e graça.
“Meu avô é um problema”, de Babette Cole Coitado do vovô. Ele plantava umas verduras e uns legumes enormes e já tinha recebido todos os prêmios da Feira do Verde. Mas então, como vingança, os concorrentes lhe deram a muda de um tomateiro-gigante, que deu um tomate descomunal, que atraiu uma lagarta inacreditavelmente grande… Bem, a polícia teve de entrar no caso, mas o “avô-problema” até que não se saiu mal.

Resumo

Nosso parceiro A Taba selecionou livros sobre avós e netos, que expressam a riqueza do encontro entre gerações e trazem textos sensíveis, repletos de humor e delicadeza.
Ir para o início
Alguma dica ou sugestão? Encontrou um erro? Clique aqui e compartilhe com a gente!

Tenha Lunetas no seu e-mail ou WhatsApp